O primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu classificou hoje o incêndio provocado por colonos israelitas na Cisjordânia, que matou um bebé palestiniano, “um ato de terrorismo em todos os aspetos”.

“Estou chocado com este ato condenável e horrendo. Isto é um ato de terrorismo em todos os aspetos”, declarou Netanyahu, em comunicado.

O bebé de 18 meses morreu e os seus pais ficaram feridos, na madrugada de hoje, vítima de um incêndio na sua casa, provocado por israelitas na Cisjordânia, informaram hoje as forças de segurança palestinianas.

Segundo as autoridades, quatro israelitas pegaram fogo à casa, na localidade de Doma, e marcaram as paredes com graffiti antes de fugirem do local.