Um homem de 50 anos, marido da diretora de uma escola privada na Amadora, foi detido na quarta-feira por suspeita de ter abusado sexualmente de três meninas de seis anos, avança o Público. O caso estava a ser investigado pela Polícia Judiciária desde o início de julho.

Os abusos terão ocorrido nos últimos três meses no interior da escola, onde o suspeito dava aulas de apoio de inglês. Depois de ter sido submetido a um primeiro interrogatório judicial, feito por um juiz de instrução do tribunal da Amadora, o homem foi submetido a prisão preventiva.

Num comunicado, a Polícia Judiciária (PJ) refere que “reunido um conjunto de elementos que indiciam de forma bastante as suspeitas iniciais”, o suspeito foi “presente a primeiro interrogatório judicial, tendo sido sujeito à medida de coação de prisão preventiva”. O homem, com formação universitária, negou sempre ter sido o autor dos abusos.

De acordo com o Público, o suspeito está há vários meses com uma depressão, estando fortemente medicado. A diretora da escola, mulher do empresário, terá colaborado com as autoridades, fornecendo todas as informações solicitadas pela PJ.

O homem de 50 anos não tem qualquer antecedente criminal.