A UEFA vai esperar por relatórios adicionais para decidir sobre eventuais procedimentos disciplinares na sequência dos incidentes no encontro entre Atlético de Madrid e Benfica, da segunda jornada da Liga dos Campeões de futebol.

Fonte do gabinete de comunicação do organismo disse à agência Lusa que a eventual abertura de um inquérito só será tomada em meados da próxima semana, depois analisados os relatórios adicionais.

Poucos momentos depois de o Benfica ter conseguido chegar à igualdade, através do argentino Nicolas Gaitán, adeptos ‘encarnados’ acenderam tochas e lançaram-nas sobre seguidores ‘colchoneros’. Outras foram atiradas para o relvado, obrigando a uma paragem momentânea do jogo.

No final do encontro, que o Benfica venceu por 2-1, o presidente do clube português, Luís Filipe Vieira, mostrou-se descontente com os desacatos provocados por alguns adeptos ‘encarnados’.

“Infelizmente, hoje, meia dúzia de adeptos provocaram os desacatos que provocaram. Ainda não sabemos que consequências poderemos vir a ter. O que é certo é que essas pessoas devem pensar seriamente que prejudicaram gravemente o Benfica”, afirmou Luís Filipe Vieira.

Luís Filipe Vieira aproveitou ainda para pedir desculpas aos adeptos e dirigentes do clube madrileno pelo ocorrido no Vicente Calderon.

“Queremos ainda pedir a todos os adeptos e à direção do Atlético de Madrid as nossas profundas desculpas, porque não é assim que o Benfica quer estar. Mas, infelizmente, há coisas que não podemos controlar e esta foi uma delas. Houve alguns arruaceiros que vieram para este estádio provocar os desacatos que provocaram e deixaram o nome do Benfica manchado, quando todos os nossos atletas, no campo, tudo fizeram para dignificar esta camisola”, afirmou o dirigente.