Porto

Um hospital caído em desgraça por onde vagueiam almas perdidas que, volta e meia, fazem-se ver ou sentir. Este é um dos cenários mais comuns nos filmes de terror, daqueles que nos cativam e fazem saltar o balde de pipocas sobre o cobertor. Talvez para não quebrar a regra, a Scary Tours e a Invicta City Tours criaram a Visita ao Asylum — por “asylum” entenda-se asilo, hospício ou até mesmo casa de lunáticos. É neste cenário de terror, com uma boa história a servir de contexto, que os visitantes são convidados a sobreviver a um tour num edifício sombrio, outrora morada de experiências desumanas (6 euros por pessoa para o dia 30). 

Num mesmo registo, o World of Discoveries (Museu dos Descobrimentos) desafia os curiosos a celebrarem a noite das bruxas com o que diz ser “um jantar do outro mundo” (35 euros). A 2º edição da Hallo History está marcada para dia 31 às 20h00 e, juntamente com uma decoração temática, promete coreografias arrepiantes associadas ao Halloween, bem como uma dose extra de humor negro (o que quer que isso queira dizer). 

Só se aceitam almas penadas, bruxas e afins no evento A Vindima — Halloween Late Harvest que, no 31 de outubro à meia-noite, convida todo o tipo de seres a comparecerem na Estação de Metro da Trindade. O ponto alto vai ser, tal como noutros anos, dançar ao som de “Thriller” de Michael Jackson.

E por falar em música, o evento Mega Halloween na Baixa vai encher o Hard Club a 31 e promete, além de acordes bem sonoros, muitos sustos. Caso esteja interessado, prepare os seus ouvidos para cinco estilos de música, os olhos para uma decoração assustadora e ajuste ainda a imaginação porque, sim, há prémio para o melhor disfarce. Entre os artistas convidados estão nomes como Piruka, Dj Dayo e DJ Vasco Sousa.

morcegos

E para os miúdos…

Nem todas as propostas têm de meter os nervos em franja. A pensar em algo mais calmo e didático, a Reitoria da Universidade do Porto quer aliciar famílias com crianças dos quatro aos 14 anos a participar num conjunto de oficinas temáticas. No dia 31 de outubro, entre as 15h00 e as 19h00, miúdos e graúdos sem limite de idade vão entrar num cenário hollywoodesco e estar frente a frente com algumas das personagens de terror mais conhecidas — Conde Drácula, Múmia, Lobisomen e Dr. Frankenstein incluídos. A ideia é ficar a conhecer os mitos e a realidade deste universo cinematográfico (7 euros por pessoa; inscrições através de formulário online).

Figuras estranhas e mágicas q.b. também vão dar a cara no Zoo de Santo Inácio, em Vila Nova de Gaia, no fim de semana de 31 a 1 de novembro. Mais do que isso, vão conviver lado a lado com tarântulas peludas, escorpiões ameaçadores, escaravelhos, baratas e temíveis cobras. Todos estes animais vão fazer parte das comemorações da iniciativa BOO no Zoo, que inclui uma visita guiada ao Reptilário, que acolhe mais de 50 espécies de répteis e anfíbios, e ao mundo dos insetos (uma entrada de criança até aos 12 anos gratuita na compra de um bilhete de adulto no valor de 12,60 euros).

Lisboa 

Caso seja uma daquelas pessoas que leva os disfarces muito a sério — e que gosta de ver e ser visto –, o Lisboa Halloween Parede é uma proposta capaz de lhe encher as medidas. A ideia é juntar bruxas, vampiros, feiticeiros, fantasmas ou lobisomens naquele que ambiciona ser o maior desfile de máscaras realizado no país. Para isso, são precisos milhares de participantes aptos a percorrer algumas das avenidas mais cosmopolitas da capital — o evento realiza-se no dia 30 e o ponto de encontro é na Avenida de Roma, junto à linha do comboio, pelas 21h00. 

Uma iniciativa semelhante acontece no dia seguinte, entre as 15h00 e as 23h00, a convite da freguesia de Arroios — durante este período, todo o comércio estará de portas abertas para receber vizinhos, fregueses e curiosos. Do programa de festas desta Halloween Night Lisbon fazem parte DJs, dançarinos e cantares das mais de 70 nacionalidades ali representadas, sendo que a ação desenrola-se na Avenida Almirante Reis, Morais Soares e Praça do Chile.

Milton Cappelletti

Se estiver numa de acelerar o passo, pode sempre participar na Run Party Halloween, uma corrida noturna de cinco quilómetros em Monsanto — se puxar pela imaginação, vai perceber como esta pode ser uma maratona pequena em distância e grande em arrepios. No final, ao que parece, há uma festa para os corredores mais destemidos. A proposta da Xistarca e do Atlético Clube de Portugal acontece no dia 31 por volta das 21h00 (bilhetes a partir de 10 euros).

À beira-rio, o Museu da Eletricidade volta a celebrar o Halloween com uma festa para todas as idades. No dia 31, entre as 21h00 e a meia-noite, o museu e a Praça do Carvão vão estar transformados numa casa de terror. A entrada é livre e não é necessária marcação mas quem aparecer tem de estar à medida do ambiente: mascarado.

E já que falamos de disfarces, imagine que há um lugar onde se pode mascarar à imagem e semelhança da sua personagem preferida da FOX e até parecer normal — mesmo que lhe apeteça fazer-se passar por um qualquer zombie digno de uma facada de Greek, o protagonista da série The Walking Dead. Falamos da Fox Halloween Party que, no dia 31, promete animar a Lx Factory, em Alcântara. Mais do que andar de um lado para o outro a fingir-se de morto, vai poder dançar ao som dos DJs Kamala, Nokin e João Vaz. 

Com o oculto a marcar presença noite fora, os clubes noturnos também dão azo à imaginação e fazem programas a rigor. É o caso do Ministerium Club, do Club Noir, da Fábrica do Braço de Prata e do Clube Ferroviário

morcegos

E para os miúdos…

O que não faltam são atividades em família em Lisboa. Como a festa que a KidZania preparou, ao transformar-se pelo quinto ano consecutivo numa Zombie Town — as crianças terão de percorrer a cidade à procura dos componentes da fórmula secreta que transformará os zombies em pessoas alegres, entre outras missões de extrema importância (a partir de 12 euros). 

Caras feias à parte, a Baby Gil OUT – Especial Halloween destina-se a crianças dos zero aos quatro anos e vai propor um conjunto de atividades criativas e pedagógicas, selecionadas a olho pela Fundação Gil. A festa tem lugar no Centro de Negócios do Meo Arena, no dia 31, entre as 10h00 e as 18h00 (10 euros por criança e por atividade). 

E para promover um contacto mais próximo com a natureza, o Jardim Botânico da Ajuda convida pais e filhos a passar o dia das bruxas entre plantas e plantinhas. Entre as atividades do próximo sábado estão jogos de pistas, concursos de abóboras (os participantes estão convidados a trazer uma abóbora de casa), um jantar buffet, uma peça de teatro e ainda um concurso de máscaras (18 euros para adultos e jovens com 12 ou mais anos; 14 euros para crianças dos quatro aos 11 anos).

Em casa

A temática de terror não é, de todo, exclusiva de ambientes escuros, bosques assombrados ou florestas sombrias e pode ser vivido debaixo do seu próprio teto. Nada como escolher um filme propício à data festiva e acompanhá-lo com uma refeição a rigor. A pensar nisso, a empresa Piquenique criou um menu em forma de piquenique com propostas assustadoras — sangue de Judas (sangria), sangue de vampiro (groselha), múmias (folhados de salsicha), olhos de bruxa (ovos recheados com atum e ovo), sepulturas (mousse de oreo) e muitas outras coisas. A comida vem num cesto de verga e custa 15 euros por pessoa (há uma caução de 75 euros que é devolvida na entrega de todos os adereços). 

IMG_2375 cópia

DR

E como recentemente o Spotify desvendou quais os géneros musicais mais assustadores do planeta, isto depois de ter vasculhado 1.371 tipos de música, deixamos ficar a lista para que não lhe falte nada quando quiser criar o mood perfeito:

1. Grisly death metal
2. Ghoststep
3. Horrorcore
4. Goregrind
5. Technical brutal death metal
6. Charred death
7. Grave wave
8. Witch house
9.  Hauntology
10.  Death core
11.  Brutal death core
12.  Deep melodic death metal
13.  Grim death metal
14.  Black death
15.  Grindcore
16.  Slam death metal
17.  Doom metal
18.  Pagan black metal
19.  Horror punk
20.  Gothic doom