A diferença não é grande, mas é suficiente: Hillary Clinton é a vencedora das primárias democratas deste sábado no Nevada. A antiga primeira dama teve 52,7% dos votos contra 47,2% de Bernie Sanders.

Hillary agradeceu ao eleitorado num discurso após o anúncio da vitória. “Alguns podem ter tido dúvidas sobre nós, mas nunca duvidamos um do outro. E esta [vitória] é para vocês. Esta é a vossa campanha, e esta é a campanha que vai derrubar todas as barreiras que vos prendem”, afirmou.

A candidata subiu o tom em relação ao seu adversário.

Os americanos têm o direito de estar com raiva, mas também estão com fome de soluções reais. (…) A verdade é que não somos um país de um só problema. Precisamos de mais do que um plano para os grandes bancos, a classe média precisa de um aumento”, defendeu.

E concluiu: “O futuro que queremos está ao nosso alcance”.

Hillary mudou a sua foto de perfil no Twitter, por uma imagem onde se lê “Obrigado Nevada”. No mesmo tweet, a candidata aproveitou para fazer um apelo a mais donativos.

Do outro lado, Sanders mostrou-se satisfeito com os resultados. “Estou muito orgulhoso da campanha que fizemos. Há cinco semanas, estávamos 25 pontos atrás e acabamos numa eleição muito renhida. E provavelmente vamos deixar o Nevada com uma percentagem sólida de delegados”, afirma.

Para o candidato, o objetivo agora é fortalecer a sua base eleitoral para a “Super Terça-Feira” a 1 de março, data em que 15 estados vão a votos. “Estou orgulhoso por termos trazido muitos trabalhadores e jovens para o processo político e acreditamos que temos o vento nas nossas costas à medida que caminhamos para a Super Terça-Feira.”

O candidato agradeceu aos seus votantes através da sua conta no Twitter.

Sobre a derrota eleitoral, Sanders disse à CNN: “Eles [a equipa de Hillary Clinton] fizeram uma campanha muito agressiva e eficaz e dou-lhes os parabéns pelos seus esforços”.

Nos bastidores, a antiga primeira dama aparecia aliviada com uma vitória que pode ser importante para começar a travar o seu adversário.

A próxima disputa entre os democratas acontece no sábado, 26 de fevereiro, na Carolina do Sul, local onde estão a decorrer esta madrugada as primárias republicanas.