Dark Mode 98,1 kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

"Se me tiram tudo, levem-me também a roupa". Deputado da Madeira despe-se no plenário

José Manuel Coelho, deputado madeirense, despiu-se em protesto contra a sentença que lhe implica um corte de 700 euros no salário. "Se me tiram tudo, levem-me também a roupa", disse.

i

José Manuel Coelho/Facebook

José Manuel Coelho/Facebook

O deputado madeirense e ex-candidato presidencial José Manuel Coelho recorreu a uma forma de protesto original: despiu-se no plenário do Parlamento Regional da Madeira. Os tribunais madeirenses são corruptos e estão ao serviço do PSD, disse o deputado antes de se despir.

José Manuel Coelho explicou na sua página da rede social Facebook o motivo do protesto num post com o título “Se me tiram tudo, levem-me também a roupa”.

O deputado do Partido Trabalhista Português (PTP) resolveu ficar em roupa interior em protesto contra o tribunal que o condenou a pagar uma indemnização de 106 mil euros a Maria João Marques. O caso refere-se a um processo por difamação instaurado pela solicitadora. A sentença implica um corte de 700 euros por mês no salário do deputado. José Manuel Coelho considera-se vítima de uma injustiça “por defender as populações roubadas pela agente de execução da Maria João Marques”, que considera uma “solicitadora burlona”, lê-se na mesma publicação que pode ler abaixo na íntegra.

SE ME TIRAM TUDO, LEVEM-ME TAMBÉM A ROUPA
José Manuel Coelho, entrega roupa a Tranquada Gomes, como um ativo para agilizar a justiça corrupta da Madeira, para ajudar a indemnizar a agente de execução que roubou mais de 3000 madeirenses, executando penhoras que depois nunca entregou aos exequendos.
O deputado Trabalhista arranjou inspiração para o protesto baseando-se numa pregação de Jesus de Nazaré. ‘Quando eles quiserem platear contido e tirarem-te o vestido – dá-lhes também a capa e a qualquer que te obrigar a caminhar uma milha vai com ele duas. São Mateus 5:14’
Esgotamos todas as instâncias, Conselho Superior da Magistratura, Ministério Público, Provedor de Justiça, Presidente da Comarca da Madeira — ninguém quer saber da injustiça cometida para com o José Manuel Coelho. Em que um deputado por defender as populações roubadas pela agente de execução da Maria João Marques é obrigado pelos tribunais a lhe pagar uma indemnização milionária, por vias de um processo por calúnia e difamação colocado pela solicitadora burlona. Hoje foragida da justiça por ter-se apropriado indevidamente de 2 milhões de euros.

jose manuel fernandes2

O deputado José Manuel Fernandes à saída da Assembleia regional, segurando uma foto de Maria João Marques

O deputado tinha o mandato suspenso e no regresso à Assembleia decidiu fazer o striptease de protesto. As formas de protesto “originais” não são estranhas a José Manuel Coelho, que já desfraldou no plenário uma bandeira nazi, apareceu de relógio de cozinha pendurado ao pescoço e empunhando um megafone.

SE ME TIRAM TUDO, LEVEM-ME TAMBÉM A ROUPAJosé Manuel Coelho, entrega roupa a Tranquada Gomes, como um ativo para...

Posted by José Manuel Coelho on Thursday, March 3, 2016

A polícia foi chamada a intervir, mas desde que Miguel Albuquerque chegou a presidente do Governo Regional e do PSD-Madeira a estratégia é não reagir e deixar José Manuel Coelho a falar sozinho, refere o Expresso.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.