O presidente francês, François Hollande, chegou, este sábado, ao Líbano, a primeira etapa de uma visita de quatro dias ao Médio Oriente. Hollande foi recebido no Aeroporto Internacional de Beirute pelo vice-presidente do governo libanês e ministro da Defesa, Samir Mokbel.

Esta “visita de trabalho” de dois dias ao Líbano deve ser especialmente dedicado à crise dos refugiados resultante da guerra na Síria, um conflito que já custou mais de 270.000 vidas desde 2011, e deu origem a milhões de refugiados.

Enquanto vizinho da Síria, o Líbano acolhe 1,1 milhões de sírios, que equivale a cerca de um quarto da sua população.

Hollande vai visitar um campo de acolhimento de refugiados, onde se reunirá com famílias sírias que têm esperança de obter asilo em França.

O presidente francês vai também reunir-se com o primeiro-ministro libanês, Tammam Salam, e com o presidente do Parlamento, Nabih Berri.

A viagem ao Médio Oriente prevê também passagem pelo Egipto e pelo Jordânia.