O partido do primeiro-ministro sérvio, Aleksandar Vucic, deverá conquistar a maioria absoluta nas eleições parlamentares antecipadas de hoje, segundo as primeiras projeções de voto.

Segundo as estimativas da organização não-governamental Centro para as Eleições Livres e Democracia, o Partido Progressista Sérvio terá obtido 52% dos votos, o que, a confirmar-se, será uma votação mais expressiva do que apontavam as sondagens.

As mesmas projeções indicam que o Partido Socialista da Sérvia, que pertence à coligação do governo em funções, terá obtido 14,4% dos votos.

O ultranacionalista Partido Radical Sérvio, liderado pelo extremista Vojislav Seselj, pode ter conquistado mais de 7% dos votos e voltaria a ter representação parlamentar nacional depois de anos de ausência.

O Partido Democrático, de centro-direita, alcançou 5,7%, segundo a primeira projeção, o suficiente para ter também representação nacional.

Os 6,8 milhões de eleitores sérvios foram convocados às urnas também para eleger os seus representantes das províncias e municípios.

A aproximação à União Europeia (UE) permanece a questão central nestas legislativas antecipadas na Sérvia, um país particularmente penalizado pelo seu papel nos conflitos de há 25 anos que destruíram a ex-Jugoslávia.