Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Já está. São mais uns quantos recordes para a mesa do canto, por favor, para o senhor que diz que “sonhar é grátis” e que já suspira pelo título europeu. Cristiano Ronaldo alcançou Michel Platini, com nove golos em Campeonatos da Europa. Isso já se sabe de cor e salteado. O francês fez uma bela campanha em 1984, com nove golos durante esse campeonato em casa, que culminaria com o trono europeu.

Mas há mais: Ronaldo, que já era o jogador com mais jogos em Europeus (20), transformou-se agora no primeiro homem a jogar em três meias-finais de Campeonatos da Europa (2004, 2012 e 2016). O português é também o primeiro jogador que marca em sete jogos em toda a história dos Campeonatos da Europa, conta o Mister Chip, o homem da estatística.

O português continua a galgar nos números e recordes: o capitão da seleção é o primeiro jogador da história dos Europeus a marcar um golo e a fazer uma assistência em duas meias-finais. Fez o mesmo em 2004, embora no jogo contra a Holanda, no golo de Maniche, seja complicado associar aquilo a uma assistência (quem não se lembra daquela bomba?). Ao marcar em duas meias-finais, Ronaldo imitou Ivanov (1960, 1964), Ponedelnik (1960, 1964) e Dzajic (1968, 1976).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Cristiano Ronaldo consegue assim juntar uma final da Liga dos Campeões a uma final do Campeonato da Europa. Resta saber se haverá o mesmo desfecho do que aconteceu em Milão, quando venceu em penáltis o Atlético Madrid. O avançado português marcou o golo decisivo…

Voltando ao recorde inicial, aquela história de Ronaldo alcançar Michel Platini, o jogador do Real Madrid distancia-se assim de Shearer (7 golos), Henry (6), Ibrahimovic (6), Kluivert (6), Nuno Gomes (6), Rooney (6) e Ruud van Nistelrooy (6).

Outra curiosidade: Cristiano Ronaldo está a alcançar o Ronaldo “Fenómeno”: o português leva 61 golos internacionais, enquanto o furacão brasileiro marcou 62.

Quanto a este Campeonato da Europa, Ronaldo aproxima-se do francês Antoine Griezmann (4 golos, 2 assistências): o português assina três golos e três assistências.

A seleção de Fernando Santos, o primeiro português a atingir a final de um Europeu, também registou outros recordes que vão além de Ronaldo. Renato Sanches também voltou a bater um recorde. Depois de roubar o trono a Ronaldo como jogador mais jovem a marcar num jogo de mata-mata de um Europeu, o ex-médio do Benfica é agora o mais jovem a atuar numa meia-final, ultrapassando precisamente Cristiano Ronaldo. Quando metemos os Campeonatos do Mundo ao barulho, Renato chega logo atrás de dois ícones dos seus países: Pelé e Bergomi.

Já Rui Patrício tornou-se no guarda-redes português com mais jogos em Campeonatos da Europa, ultrapassando Ricardo (10) e Vítor Baía (8). O atual guarda-redes do Sporting conta agora 11 jogos em torneios europeus.