800kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Atentado de Nice: como a polícia e dois cidadãos heróis travaram o camião

Este artigo tem mais de 5 anos

Um cidadão tentou mandar a sua mota contra o camião para o travar. Outro saltou para a cabine para neutralizar o condutor. A polícia acabou por abater o francês de origem tunisina que fez 84 mortes.

O camião conduzido pelo atacante que fez 84 mortos
i

O camião conduzido pelo atacante que fez 84 mortos

AFP/Getty Images

O camião conduzido pelo atacante que fez 84 mortos

AFP/Getty Images

Enquanto Mohamed Lahouaiej Bouhlel conduzia a alta velocidade em direção à multidão pela Promenade des Anglais, dois homens anónimos e a polícia tentavam travar a sua marcha brutal. São os heróis a quem se deve não ter havido ainda mais vítimas, além dos 84 mortos e mais de cem feridos (50 dos quais em estado grave).

Primeiro, um homem de moto que tentou atirar a sua mota para debaixo e contra o camião. Não conseguiu parar o atacante. A a marcha continuou até as rodas embaterem num obstáculo no passeio. Finalmente abrandou e imobilizou-se.

[vídeo de homem a tentar atirar a mota para debaixo do camião]

Depois de ter ficado imobilizado, Mohamed Bouhlel começou a disparar a partir da cabine do veículo. Foi então que outro cidadão anónimo saltou em direção ao camião, para tentar neutralizar o atacante. Mas Bouhlel terá apontado a arma ao homem que se fugiu e se escondeu, segundo o Le Figaro.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Mas enquanto o condutor disparava sobre o homem, a polícia aproveitou o momento para o abater. Dois grupos de agentes juntaram-se então aos primeiros polícias e dispararam também em direção ao camião. O veículo ficou pelo menos com cinquenta buracos feitos pelas balas.

Os vídeos abaixo mostram parte do percurso que o camião fez e o momento em que a polícia abate o condutor. No primeiro vídeo é possível ver a polícia a correr atrás do camião e o momento do tiroteio. O segundo vídeo mostra o cidadão que tentou travar o atacante e os três polícias que dispararam sobre ele.

O veículo entrou na marginal de Nice, a Promenade des Anglais, esta quinta-feira, atingindo centenas de pessoas no caminho. O condutor entrou com o camião pelo meio da multidão. As estradas estavam bloqueadas por causa do fogo-de-artifício e centenas de pessoas estavam reunidas a celebrar o dia da tomada da Bastilha – dia nacional de França. Há 84 mortos.

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Há 4 anos recusámos 90.568€ em apoio do Estado.
Em 2024, ano em que celebramos 10 anos de Observador, continuamos a preferir o seu apoio.
Em novas assinaturas e donativos desde 16 de maio
Apoiar
Junte-se ao Presidente da República e às personalidades do Clube dos 52 para uma celebração do 10º aniversário do Observador.
Receba um convite para este evento exclusivo, ao assinar um ano por 200€.
Limitado aos primeiros 100 lugares
Assinar agora Ver programa