Um jovem mexicano de 14 anos esteve perdido durante dois dias, após se ter separado do seu grupo num acampamento de verão. Durante o tempo em que Juan Heriberto Treviño esteve perdido, no meio das montanhas do nordeste do México, teve como companheiro um labrador, Max, que não se separou do rapaz até ao momento em que foram resgatados, na terça-feira.

“Caí num rio que não tinha água, e caminhei para procurar o vale”, explica o jovem ao El País. Juan perdeu-se numa zona rural do Estado de Nuevo León, num acampamento organizado por uma paróquia da região. Tinha deixado o seu grupo de amigos para ir buscar madeira para a construção de uma tenda.

“Desde que caí que o cão foi comigo. Eu ia andando e vi que ele vinha atrás de mim, e perdemo-nos juntos”, contou o jovem ao Milenio.

cao

O labrador Max. (Imagem: www.milenio.com)

De acordo com o subdiretor da Proteção Civil daquela região, “nesta parte da serra é muito fácil perder-se”, e Juan “teve sorte em encontrar o cão”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O labrador Max seguia Juan desde o lugar o acampamento. Durante a noite, o jovem sabia que se iria perder mais se continuasse a andar, e, por isso, abraçou-se ao cão para aguentar o frio. No segundo dia, terá mesmo sido o cão a guiar Juan até um lugar com água, para o jovem matar a sede.

A Proteção Civil explicou que Juan estava “algo desnutrido e muito cansado, mas estável”, quando foi encontrado na terça-feira.

O jovem foi encontrado por Leoncio Rodriguez e Jesús Espinoza, dois habitantes locais, que pegaram nos seus cavalos e se juntaram à busca. Quando o encontraram, ofereceram-lhe umas batatas fritas e refrescos, e levaram o rapaz até a um rancho perto dali onde um helicóptero o esperava.