O tufão Nida está a afastar-se de Macau e Hong Kong, mas esta cidade continua parada depois de as autoridades terem içado um alerta de nível 8 que fechou escolas e serviços públicos e cancelou as ligações marítimas e aéreas.

As ruas de Hong Kong estavam na manhã desta terça-feira desertas, com alunos e funcionários públicos em casa, a bolsa de valores encerrada e muitos autocarros e comboios a operarem serviços limitados, quando o sinal 8, o terceiro mais alto, continuava em vigor desde as 04h40 locais (21h40 de segunda-feira em Lisboa).

As autoridades de Hong Kong preveem baixar o sinal para o nível 3 por volta das 13h00 locais (05h00 em Lisboa).

Já em Macau, as autoridades não chegaram a elevar o alerta para o nível 8, mantendo hasteado o sinal 3 desde o final da tarde de segunda-feira.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Durante a madrugada e manhã não foram realizados voos no aeroporto de Macau, tendo sido cancelados ou adiados para a tarde desta terça-feira.

Já as ligações marítimas de Macau para o interior da China e Hong Kong continuavam esta manhã interrompidas, depois de o serviço de ‘ferry’ para a antiga colónia britânica ter sido interrompido por volta das 20:00 de segunda-feira (13:00 em Lisboa).

Esta terça-feira, por volta das 11h00 (04h00 em Lisboa), o Nida estava a cerca de 100 quilómetros a nor-noroeste de Macau e a encaminhar-se para oeste-noroeste, à velocidade de 22 quilómetros por hora.

Ventos de 151 quilómetros por hora foram registados em Hong Kong durante a noite, com as autoridades a alertarem para a possibilidade de inundações ou derrocadas.

Mais de 150 voos tinham sido cancelados na noite de segunda-feira devido à aproximação do tufão.

Um porta-voz da autoridade aeroportuária de Hong Kong disse à agência de notícias AFP que apenas 200 voos iriam realizar-se entre as 06:00 e as 18h00 desta terça-feira (23h00 de segunda-feira e 11h00 de terça-feira em Lisboa). Num dia normal, o aeroporto de Hong Kong opera 1.100 voos.

Em toda a cidade, mais de 200 pessoas procuraram refúgio nos abrigos do Governo.

Mas alguns dos fãs mais dedicados do jogo Pokemon Go equiparam-se com impermeáveis para continuar a caçar monstros durante a tempestade.

O tufão tocou terra às 03h35 desta terça-feira na Península de Dapeng, na cidade de Shenzhen, no sul da província chinesa de Guangdong (adjacente a Macau), informaram as autoridades locais citadas pela agência Xinhua.

Mais de 220 voos a partir dos aeroportos das cidades chinesas de Guangzhou, Shenzhen e Zhuhai foram cancelados antes da chegada do tufão, segundo o portal de notícias Sohu.

Cerca de 2.000 trabalhadores envolvidos na construção da ponte que vai ligar Hong Kong, Macau e Zhuhai (no interior da China) foram retirados, segundo a Xinhua.