480kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Bombeiro morreu a combater incêndio num avião no aeroporto do Dubai

Este artigo tem mais de 5 anos

Um Boeing 777-300 que levava 300 pessoas a bordo sofreu um acidente ao aterrar no aeroporto do Dubai. Não houve feridos entre os passageiros e tripulação, mas um bombeiro morreu a combater as chamas.

9 fotos

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Um avião da companhia aérea Emirates sofreu esta manhã um acidente, no aeroporto internacional do Dubai. A aeronave despenhou-se enquanto fazia uma aterragem de emergência, e não terá conseguido ativar o trem de aterragem. O avião acabou por explodir, já parado na pista. Veja algumas imagens do acidente na fotogaleria acima.

A companhia já emitiu um comunicado no Facebook a confirmar o acidente. Seguiam 282 passageiros e 18 membros da tripulação a bordo da aeronave, e a Emirates já confirmou que não existe nenhuma vítima a registar entre os passageiros e tripulação:

No entanto, a CNN avança, citando fonte oficial do governo, que um bombeiro que tentava combater o incêndio acabou por morrer.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“A Emirates pode confirmar que hoje, 3 de agosto de 2016, o voo EK521, vindo do aeroporto internacional de Trivandrum, em Thiruvananthapuram, Índia, para o Dubai, este envolvido num acidente no aeroporto internacional do Dubai”, escreveu a Emirates num comunicado na sua página de Facebook.

A companhia aérea adiantou ainda que “a principal prioridade neste momento é a segurança e o bem-estar de todos os envolvidos”. A companhia aérea já abriu uma linha de apoio aos clientes e às famílias, disponível nos Emirados Árabes Unidos, no Reino Unido e nos Estados Unidos da América.

O avião vinha de Thiruvananthapuram, na Índia, e preparava-se para aterrar no Dubai. De acordo com a Gulf News, o voo EK521 teve de fazer uma aterragem de emergência. Todos os passageiros foram retirados em segurança do Boeing 777-300, que já estava em atividade desde 2003.

Os ocupantes do avião eram maioritariamente indianos (226 dos 300). No voo seguiam ainda 24 britânicos, 11 naturais dos Emirados Árabes Unidos, seis dos EUA, cinco turcos, e quatro irlandeses. Contam-se ainda entre os passageiros várias outras nacionalidades, incluindo brasileiros, alemães, suíços ou croatas. Os passageiros foram todos retirados em segurança do local, como mostra os seguinte vídeo:

Vários vídeos divulgados nas redes sociais mostram os momentos do acidente. Vê-se a aeronave a aterrar, explodir, e a deitar fumo:

Foi registada uma explosão no Boeing 777-300:

Alguns vídeos mostram os momentos após o acidente, em que se começou a ver muito fumo a sair da aeronave.

De acordo com informações da Emirates, o avião partiu às 10h19 da Índia, e aterrou às 12h50 no Dubai (horas locais).

A Dubai Airports, que gere o aeroporto internacional do Dubai, está a pedir a todos os passageiros que contactem as suas companhias aéreas para informações sobre os seus voos. Por enquanto, a Emirates já anunciou que espera um atraso geral na sua rede de voos de, pelo menos, 8 horas, e, pelo menos, 21 voos já foram cancelados.

A companhia aérea é a maior do Médio Oriente, e voa para 153 destinos em todo o mundo. O presidente da Emirates, o Sheik Ahmed Bin Saeed Al Maktoun, já fez uma declaração, na Internet, em que explica que a investigação irá decorrer em colaboração com as autoridades locais:

A Dubai Airports já comunicou no Twitter que as operações foram retomadas às 18h30 locais (15h30 em Lisboa). Por enquanto, só uma das pistas está a funcionar e os voos que chegam têm prioridade sobre os que partem.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.