815kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Sismo. Drone mostra a cidade que já não existe

Este artigo tem mais de 5 anos

O jornal Repubblica filmou Pescara del Tronto com um drone, para mostrar como ficou após o sismo desta quarta-feira. As imagens impressionam: é como se a cidade já não existisse.

As imagens do drone mostram uma cidade que parece ter desaparecido completamente
i

As imagens do drone mostram uma cidade que parece ter desaparecido completamente

Repubblica.it

As imagens do drone mostram uma cidade que parece ter desaparecido completamente

Repubblica.it

A destruição causada pelo sismo que abalou a região central de Itália ganha uma nova dimensão quando vista de cima. O abalo atingiu particularmente as localidades de Accumoli, Amitrace e Pescara del Tronto. O presidente da Câmara chegou a dizer, num lamento, que “três quartos da cidade desapareceram”. O local mais afetado em termos de infraestruturas foi Pescara del Tronto, com o centro histórico completamente destruído e a maioria das habitações total ou parcialmente destruídas.

O jornal italiano Repubblica filmou a localidade com um drone e as imagens falam por si. Pescara del Tronto parece já não estar lá:

O sismo já é um dos mais mortíferos das últimas décadas em Itália, com um número total de mortos a crescer continuamente e mais de 2.500 desalojados já contabilizados. No total, há 4.370 pessoas envolvidas nas operações de resgate, apoiados por nove helicópteros e ainda 50 brigadas caninas, detalhou o ministro do Interior, Angelino Alfano, em comunicado, e as buscas nos vários locais afetados prosseguem durante os próximos dias.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos