Marca de luxo mas também de pretensões desportivas pertencente à japonesa Nissan, a Infiniti, que na Europa tem procurado assumir o papel de rival directa de marcas premium como a Audi, a BMW ou a Mercedes, acaba de dar a conhecer o seu mais recente produto para fazer frente a modelos como o Audi A5 ou o BMW Série 4.

Ainda sem presença em Portugal, o Q60, sucessor do já antiquado G37, tem chegada prevista à Europa, e mais concretamente ao Reino Unido, no próximo mês de Outubro. De início, com apenas uma única motorização: um quatro cilindros 2,0 litros turbo a gasolina, com 207 cv de potência disponíveis às 5.500 rpm e 360 Nm de binário logo a partir das 1.500 rpm.

Equipada de série com uma caixa automática de sete velocidades, a versão de entrada deste coupé de tracção traseira (embora esteja disponível, como opção, um sistema de tracção integral) anuncia ainda consumos de 11,8 litros – valor obtido, contudo, nas auto-estradas norte-americanas –, a par de emissões de CO2 de 154 g/km.

Para aqueles que pretendam algo com mais garra, o novo coupé da Infiniti contará igualmente, lá mais para a frente, com um mais impressionante V6 3,0 litros Twin-turbo, denominado VR30 e pertencente à nova família de motores do construtor.

Infiniti's new 3.0-liter V6 twin-turbo engine

Este novo bloco surgirá em dois níveis de potência: o primeiro, com 300 cv às 6.400 rpm e um binário máximo de 400 Nm entre as 1.600 e 5.200 rpm, ao passo que o segundo, com 401 cv também às 6.400 rpm e um binário de 474 Nm às mesmas 1.600-5.200 rpm.

Em termos de consumos/emissões, a versão menos potente deste V6 anuncia médias de 12,3 l/100 km, com emissões de 154 g/km de CO2, enquanto a mais potente promete, também de acordo com os dados divulgados pelo fabricante, consumos na ordem dos 12,8 l/100 km, com emissões de 206 g/km. E, tal como a motorização de entrada, também estas duas versões contam, de série, com transmissão automática de sete relações.

O Q60 estará disponível, no Reino Unido, por valores mais elevados que os rivais, com a versão de entrada, o 2.0 Turbo, a custar cerca de 40.500€. Ou seja, quase mais 4.500€ que o BMW Série 4 e cerca de 4.000€ mais caro que o Audi A5.