Diz-se que se consegue ver a Grande Muralha da China a partir do espaço. Agora, em vez dela, pode ver um monte de cimento.

Uma parte da Grande Muralha, com mais de 700 anos, está coberta de cimento para restauração. As reparações começaram em 2014, mas só agora é as mesmas foram noticiadas pelo grupo de comunicação chinês Sina, já que a secção não está aberta a visitas do público.

A reparação foi muito contestada na rede social Weibo – “o Facebook chinês” – com os utilizadores a criticarem fortemente a reparação, segundo a CNN. Algumas piadas foram criadas como um comentário onde se pode ler: “Ainda bem que a Venus de Milo não está na China, ou então alguém lhe dava um braço novo”.

O diretor da Sociedade da Grande Muralha da China disse que o trabalho tinha sido “muito mal feito” e que “tirou uma parte da história às pessoas”.