Marca de luxo propriedade da japonesa Nissan, a Infiniti prepara o lançamento no mercado europeu da nova geração Q60, rival de modelos como o BMW Série 4 ou o Mercedes Classe C, embora para já apenas centrada na variante coupé. Mas que, reconhecem os seus responsáveis, poderá também ser o ponto de partida para outras variantes, que não um descapotável. A garantia foi dada pelo responsável para a estratégia de produto da Infiniti, Gerardo Carmona, em declarações à CarAdvice:

Estamos focados apenas e só no coupé. Um descapotável é uma hipótese que não está sobre a mesa.”

“Os descapotáveis representam, neste momento, uma fatia muito pequena do mercado, pelo que preferimos focarmo-nos em fazer fortes melhoramentos no modelo”, acrescenta o mesmo responsável, sublinhando que “da primeira geração [G35], lançada em 2002, para a segunda [G37], não houve uma evolução tão grande quanto isso” – o que a marca pretende que não “volte a acontecer”.

9 fotos

“Queremos apresentar um Q60 radicalmente diferente e evoluído, pelo que todos os esforços vão ter de ser direccionados nesse sentido, ao invés de dispersos por outras variantes”, defende Carmona.

Num segmento dominado, na Europa, pelas marcas e modelos alemães, a Infiniti continua a ser um player relativamente pequeno a nível global, que nem o recente crescimento registado na China, isto por parte de uma marca sedeada em Hong-Kong, consegue esconder. A maior parte das vendas ocorre nos Estados Unidos da América, mas até mesmo aí a Infiniti tem vindo a perder quota de mercado.