O observatório nacional da China renovou hoje o alerta amarelo, o terceiro mais grave numa escala de quatro, devido à poluição atmosférica em Pequim.

Segundo o Centro Nacional Meteorológico (NMC, na sigla inglesa), citado pela agência oficial Xinhua, o ‘smog’ moderado vai envolver Pequim e a província de Hebei desde hoje até amanhã de manhã.

Os residentes são aconselhados a protegerem-se e as pessoas com doenças respiratórias devem evitar atividades do exterior, indicou o NMC.

O Índice de Qualidade do Ar (AQI) de Pequim atingiu hoje 213, com as partículas inaláveis PM2,5, prejudiciais à saúde, a representarem a maior fatia da poluição, segundo dados do centro de monitorização ambiental municipal.

A cidade ativou o alerta amarelo devido à poluição atmosférica na sexta-feira à tarde, quando o AQI chegou aos 300.

A China tem um sistema de quatro códigos de cor para condições atmosféricas severas, sendo o vermelho o mais grave, seguido do laranja, amarelo e azul.