Presidente da República

Marcelo diverte rainha Isabel II com recordações da infância

1.272

O Presidente da República terminou a visita ao Reino Unido com uma visita ao Palácio de Buckingham. À rainha, Marcelo recordou a sua presença nas duas vezes que a monarca esteve em Portugal.

Presidência da República

O Presidente da República recordou esta quinta-feira, numa visita à rainha Isabel II, como esteve presente nas duas visitas da monarca a Portugal, uma das quais ainda era criança, o que mereceu um gracejo da monarca. “Tenho a certeza que era”, comentou, divertida, quando Marcelo Rebelo de Sousa lhe contou que se lembra da visita de Estado que Isabel II fez a Portugal em 1957, a quinta após a coroação em 1953.

Na altura, a rainha, atualmente com 90 anos, tinha então 30 anos e o agora chefe de Estado oito anos. “Quando chegou a Lisboa, ao Terreiro do Paço, aquela grande praça, numa carruagem, com o general Craveiro Lopes, eu estava lá, era uma criança. Estava na primeira fila para vê-la”, recordou Marcelo Rebelo de Sousa. Na segunda visita da monarca a Portugal, em 1985, continuou, “fui convidado para jantar no [iate] Britannia porque era líder da oposição na altura”.

A breve troca de palavras, registada em vídeo disponibilizado pela Presidência da República, aconteceu no início do encontro pessoal dos dois chefes de Estado dos países com a mais antiga aliança política, que remonta a 1386. A reunião no Palácio de Buckingham, ao início da tarde, foi o último compromisso da visita oficial de dois dias do Presidente a Londres, durante a qual se encontrou com potenciais investidores, com a primeira-ministra, Theresa May, e com elementos da comunidade portuguesa.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

Podemos falar de coisas sérias?

Salvador Furtado

Outubro já não está assim tão distante, e o governo sabe isso. Mas o assunto da maior carga fiscal de sempre? E o da corrupção? E o de sermos um dos países com um dos piores crescimentos da zona euro?

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Finanças Públicas

Como evitar um 4º resgate? /premium

Paulo Trigo Pereira

Portugal necessita de mais doze anos (três legislaturas completas) de crescimento económico e de finanças públicas quase equilibradas para sair da zona de risco financeiro em que ainda se encontra.

Brexit

Boris Johnson /premium

João Marques de Almeida

Em Londres, só um louco ou um suicida é que defenderiam o acordo assinado com a União Europeia. Resta saber se os líderes europeus terão a lucidez de reconhecer o evidente: o acordo que existe morreu.

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)