Chamam-lhe a passadeira vermelha (perdão, rosa) mas sexy do ano e não será difícil perceber porquê: fecha o Victoria’s Secret Fashion Show e antecede um festa de comemoração onde só entram modelos e grandes nomes da indústria da moda para celebrar o tão aguardado desfile anual da marca de lingerie que decorreu esta quarta-feira à noite. Diz o dress code que os vestidos devem seguir a sensualidade, provocação e atitude do espetáculo à risca. Por essa razão, todos os anos abundam decotes profundos, rachas vertiginosas, transparências com bordados e micro-vestidos sem costas.

Em 2016, Paris trouxe mais brilho às escolhas em tecidos brilhantes, metálicos e cintilantes. As irmãs Bella e Gigi Hadid apostaram em longos vestidos prateados e dourados, respetivamente. Mas a modelo Kendall Jenner optou pela seda branca e fez da sua gargantilha de diamantes a personagem principal da after party. Para sobreviver aos zero graus que os termómetros marcavam em Paris, Cindy Bruna e Brooke Perry optaram por coordenados mais quentes em veludo. No caso da angolana Maria Borges e da brasileira Izabel Goulart, ambas apostaram em longos vestidos elegantes com caudas.

Brazilian model Izabel Goulart poses after taking part in the 2016 Victoria's Secret Fashion Show at the Grand Palais in Paris on November 30, 2016. / AFP / Patrick KOVARIK / RESTRICTED TO EDITORIAL USE (Photo credit should read PATRICK KOVARIK/AFP/Getty Images)

A modelo brasileira Izabel Goulart foi fotografada com um vestido longo com cauda, minutos depois de desfilar no Victoria’s Secret Fashion Show de 2016. (Foto: PATRICK KOVARIK/AFP/Getty Images)

Na fotogaleria, veja os vestidos da red carpet que celebra o fim da gravação do maior desfile na história da Victoria’s Secret.