Natal

Quatro em cada 10 portugueses gozam férias no Natal/fim de ano

Quatro em cada dez portugueses vão gozar férias no Natal e fim de ano, mais do que em 2015, mantendo a maioria a intenção de ficar em Portugal em detrimento de viajar para fora.

Segundo as conclusões do inquérito, a duração das férias do próximo Natal/fim de ano concentra-se entre duas a três noites, com 62% a viajarem em grupos de duas pessoas

LUIS FORRA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Quatro em cada dez portugueses vão gozar férias no Natal e fim de ano, mais do que em 2015, mantendo a maioria a intenção de ficar em Portugal em detrimento de viajar para fora, revela esta terça-feira um estudo.

“Apesar de a maioria ter declarado que pretende ficar em casa, as intenções para viajar neste período (43%) são superiores às obtidas para o período de Natal e fim de ano de 2015, aumentando seis pontos percentuais”, refere o Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT) em comunicado.

De acordo com os resultados do inquérito Avaliação das Intenções de férias de Residentes em Portugal — Natal/Fim de Ano 2016, realizado pelo IPDT, dos 43% de portugueses que tencionam fazer férias no Natal e fim de ano, 78% vão ficar em território nacional, surgindo as regiões do Porto e Norte e do Centro como “destinos preferenciais”, com 53% das preferências.

Seguem-se Lisboa e a Madeira, com 14% e 11%, das respostas, respetivamente, sendo que entre os destinos europeus os mais escolhidos são Espanha, Reino Unido e França.

Para o presidente do IPDT, António Jorge Costa, “a expectativa para o gozo de férias neste período é muito positiva, confirmando-se o bom momento do turismo nacional”: “O Porto e Norte é de novo o destino de eleição, numa escolha que coloca os destinos nacionais no topo das preferências para 78% dos inquiridos”, destaca.

Segundo as conclusões do inquérito, a duração da estada das férias do próximo Natal/fim de ano concentra-se entre duas a três noites, com 62% a viajarem em grupos de duas pessoas.

Ainda assim, 33% pretendem ficar quatro ou mais noites e 29% vão viajar em grupos de três ou mais pessoas, o que, face ao período homólogo de 2015, representa uma “pequena redução” na estada média e na dimensão do grupo.

O gasto turístico global previsto nas férias do próximo Natal/fim de ano concentra-se entre os 100 a 600 euros, predominando neste intervalo o consumo entre 200 a 400 euros, o que permite estimar que cada turista nacional gaste em média 209 euros, a que corresponde um gasto por noite e turista de 58 euros.

Segundo o IPDT, “estes resultados são semelhantes aos obtidos no estudo efetuado no período homólogo de 2015, não se observando diferenças significativas”. A tipologia de alojamento escolhida “é muito variável”, sobressaindo o alojamento particular (41%) e os hotéis (40%).

Dentro do alojamento particular destacam-se as estadas em casa de familiares/amigos (24%), enquanto no segundo a preferência vai para os hotéis de quatro estrelas (20%), sendo estes resultados mais uma vez “idênticos aos obtidos no Natal e fim de ano de 2015”.

A recolha de dados do estudo de intenções de férias para o Natal e fim de ano de 2016 decorreu entre 14 e 28 de novembro passado, através de um inquérito ‘online’, tendo sido obtidos 612 questionários válidos, preenchidos por cerca de 70% de mulheres e por inquiridos na sua maioria casados ou em união de facto, com uma idade média de 38 anos.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Cristianismo

O natal, os três reis magos e outras fantasias

Donizete Rodrigues
144

O mito dos três reis magos é apenas uma representação simbólica, um modelo explicativo de grande significado para reforçar a importância de Jesus como salvador e unificador de toda a humanidade

Cristianismo

A douta ignorância dos sábios /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
1.183

Abundam os improvisados comentários teológicos, cozinhados à pressão na Bimby da opinião pública. Já faltou mais para um Prós e Contras sobre a virgindade de Maria …

Jesus Cristo

Narrativas evangélicas do Natal

Anselmo Borges
159

A Igreja só se justifica enquanto vive, transporta e entrega a todos, por palavras e obras, o Evangelho de Jesus, a sua mensagem de dignificação de todos, mensagem que mudou a História.

Natal

A revolução divina

Luis Teixeira
180

O livre arbítrio é central na mensagem cristã e significa uma ruptura clara na História. Com o cristianismo torna-se um princípio basilar que cada pessoa é inteiramente responsável pelas suas escolhas

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)