O antigo Presidente da República mantém-se em coma profundo, não havendo “evolução significativa” face ao seu estado de saúde na segunda-feira, altura em que o Hospital da Cruz Vermelha anunciou que o histórico socialista se encontrava em coma profundo.

De acordo com o porta-voz do Hospital, Mário Soares continua a não precisar de suporte para respirar e o seu estado de saúde continua “sem evolução significativa desde ontem”, mas o seu estado de saúde é muito crítico, com prognóstico muito reservado. O Hospital fará um novo ponto de situação na quarta-feira, pelas 12h.

Mário Soares, de 92 anos, está internado no Hospital da Cruz Vermelha desde a madrugada de 13 de dezembro. Estava acamado há vários dias em casa quando sofreu um “agravamento do seu estado geral” de saúde que obrigou ao internamento na unidade de cuidados intensivos. Estava “inconsciente”, mas reagia a “estímulos”.

O ex-Presidente da República foi mantido sob “intensa vigilância médica” e sujeito a “exames de avaliação de funções e órgãos” que não revelaram “agravamentos nos parâmetros”.

Nos dias seguintes, Soares continuou com “prognóstico reservado”, mas a “situação crítica” com que chegou ao hospital foi dando lugar a uma melhoria da sua condição clínica, até à véspera de Natal. No dia 23, quando apresentava uma “estabilidade da situação clínica”, Soares foi transferido dos cuidados intensivos para a unidade de internamento em regime reservado.

Mas essa fase durou apenas 24 horas. Na véspera de Natal, sábado, o ex-Presidente da República voltou aos cuidados intensivos, sendo a sua situação muito crítica do seu estado de saúde, no que a equipa médica qualificou de um episódio agudo. O primeiro alerta foi às 16h00 e até às 20h00, o prognóstico passou a ser muito reservado.

No domingo, Soares mantinha-se “sem necessidade de suporte técnico às funções vitais” mas o hospital apontou um novo agravamento: uma “regressão do estado de consciência muito significativa e preocupante” deixava aos responsáveis do hospital “fortes reservas” quanto à evolução do seu estado de saúde.

Na segunda-feira, notícias de mais um agravamento no estado de saúde do antigo Presidente. De acordo com o Hospital da Cruz Vermelha, Mário Soares terá entrado em coma profundo, mantendo-se em estado “muito crítico”, mas desta vez já sem reagir a estímulos externos. O porta-voz do Hospital disse que há um “agravamento progressivo do estado de saúde”.