501kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

O pódio do futebol mundial pertence aos portugueses

Este artigo tem mais de 5 anos

São portugueses, três no total, e fascinaram o mundo com as suas exibições no futebol ao longo de 2016. Táticas, títulos, golos e defesas, eis os momentos de Fernando Santos, Ronaldo e Patrício.

i

DR

DR

São portugueses, três no total, e fascinaram o mundo com as suas exibições no futebol, ao longo de 2016. No entanto, antes de atingirem os pontos altos das suas carreiras, para trás tiveram uma longa travessia. O Observador juntou alguns dos momentos-chave das carreiras de Fernando Santos, Cristiano Ronaldo e Rui Patrício. Viaje no tempo connosco onde lhe mostramos, especialmente, como foi o ano 2016 destes três campeões europeus.

Fernando Santos, o “engenheiro do euro”

Já era conhecido como o “engenheiro do penta”, depois de em 1999 ter levado o FC Porto à conquista do quinto campeonato português seguido. No entanto, passados alguns anos e já ao leme da seleção portuguesa de futebol, Fernando Santos levou Portugal à glória com a conquista do Europeu de futebol em 2016. Podemos dizer que, depois de “fabricar” um histórico penta-campeonato ao Porto, o engenheiro Fernando Santos “desenhou” a glória europeia a Portugal. Veja em baixo os momentos marcantes do mister em 2016.

2016 foi de ouro para Ronaldo

“Um ano de sonho”. Foram estas as palavras de Ronaldo aquando da distinção para melhor jogador do ano para os Globe Soccer Awards. Foi a última distinção até à data, mas o ano ainda não acabou e ainda pode vir por aí mais uma prémio ou distinção para Ronaldo. Fique com os momentos-chave daquele que foi o melhor ano de sempre para o jogador português.

Rui Patrício, o número ‘1’ na camisola e na baliza

Alternando no peito as quinas e o leão, Rui Patrício construiu ao longo do ano que termina a melhor época da sua carreira. Mas antes teve um caminho de 10 anos até chegar a este tempo em que aparece, por mérito próprio, entre os melhores dos melhores. Veja aqui alguns momentos que marcam a carreira do camisola ‘1’ da seleção nacional e do Sporting.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.