O italiano Cesare Prandelli apresentou, esta sexta-feira, a sua “demissão irrevogável” de treinador do Valência, anunciou o clube da Liga espanhola de futebol. O clube, que adianta que será Salvador González “Voro” a assumir os comandos técnicos da primeira equipa, convocou para as 10h00 horas de sábado uma conferência de imprensa com a presença do administrador Anil Murthy e do diretor desportivo, Jesús García Pitarch.

O antigo selecionador de Itália esteve no Valência desde o final de setembro, ou seja cerca de três meses. Deixa a equipa em 17.º na Liga, com os mesmos pontos do 18.º e primeiro da zona de descida, uma realidade pouco vista com o clube de Mestalla.

Em 10 jogos oficiais, o balanço é bem negativo, com três vitórias (duas das quais na Taça), três empates e quatro derrotas. A decisão de sair aconteceu esta sexta-feira, depois do treino matinal e de uma reunião de Prandelli com Murthy.

Prandelli terá sido confrontado com dificuldades económicas que colocam fortemente em causa possíveis contratações no mercador de inverno.