O facto de o novo SUV da Mitsubishi herdar parcialmente o nome de um antigo coupé da marca japonesa pode parecer estranho, mas o que já não causa qualquer estranheza é a Mitsubishi reforçar a sua oferta nos SUV, onde fazia falta um veículo capaz de se posicionar entre o pequeno ASX e o maior Outlander. Pois bem, aqui está ele e chama-se Eclipse Cross.

De aspecto mais estreito e alto, o novo SUV do segmento médio é conservador à frente – assume ares de família com o Outlander – e radical atrás. O pilar traseiro do tejadilho, muito inclinado, incute-lhe um cariz mais desportivo, mas é meramente uma questão de estilo.

Ao serviço do Eclipse Cross está, entre outros, o novo motor a gasolina 1.5 Turbo, com injecção directa, associado a uma caixa de velocidades CVT de variação contínua, com oito relações. O modelo está equipado com transmissão integral controlada electronicamente, para não prejudicar os consumos em estrada mas, para ter algum sucesso comercial em Portugal, será desejável que ofereça igualmente a possibilidade de dispor de apenas tracção às rodas da frente. Mais pormenores sobre o novo Mitsubishi surgirão dentro de uma semana, em Genebra.