A polícia marroquina encontrou hoje em dois locais distintos da região de Nador (nordeste do país) 14,97 toneladas de haxixe pertencentes a um indivíduo supostamente relacionado com uma rede internacional de narcotráfico.

Segundo um comunicado da polícia marroquina, o suspeito, de 46 anos, tinha a droga distribuída em 578 sacos e dispunha de seis veículos com matrículas falsas que utilizava para o transporte do produto.

Este foi a maior apreensão de haxixe desde maio de 2016, quando foram descobertos três esconderijos com 16, 15 e 13,5 toneladas de haxixe em diversas zonas do país.

Marrocos é o primeiro produtor e abastecedor mundial de cannabis (a planta da qual se extrai o haxixe), com uma produção anual de 38.000 toneladas procedentes de uma superfície de cultivo de 52.000 hectares em 2012, segundo o Relatório mundial sobre as drogas da ONU, divulgado em 2014.

As zonas de cultivo concentram-se no norte do país, em particular na cordilheira do Rif e nos vales a sul, e constituem a principal fonte de rendimento de milhares de famílias.