O futebol voltou esta noite a ser notícia pelas piores razões: o jogo entre Olympique Lyon e Besiktas, a contar para a primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europa, começou com um atraso de 45 minutos devido a violentos confrontos entre adeptos na bancada e, mais tarde, alguns problemas no próprio relvado, para onde muita gente acabou por fugir na tentativa de se refugiar da chuva de tochas e petardos que estavam a ser arremessados.

De acordo com as informações existentes até ao momento, tudo terá começado no período de aquecimento das equipas, quando a falange turca terá lançado algumas tochas e petardos para os adeptos franceses, que se viram obrigados a fugir para o relvado. A polícia foi obrigada a intervir para acabar com os tumultos, utilizando mais uma vez gás lacrimogéneo como já tinha feito nos arredores do estádio horas antes.

Uma das imagens que mais impacto tem causado em termos internacionais mostra mesmo, nas bancadas, um homem com uma muleta no ar pronto para tentar agredir alguém com uma criança muito próxima.

De referir que uma das informações a circular (ainda não confirmada oficialmente) argumenta que um erro a nível de bilhética poderá ter permitido a compra de 20.000 bilhetes por adeptos do Besiktas, o que dispersou a falange de apoio visitante pelo estádio (por norma costuma estar concentrada apenas em dois setores do estádio, no máximo) e fez com que os tumultos demorassem a ser travados pela polícia presente.

Existe também uma outra informação, de cariz mais político: alguns dos muitos adeptos turcos presentes em Lyon, alguns até a residir em França, teriam a intenção de se manifestarem sobre o referendo do próximo domingo na Turquia, que pode criar um regime presidencialista no país, numa altura em que as sondagens falam quase num empate técnico, com ligeira vantagem para o “sim”.

Antes do início do encontro, a polícia francesa tinha feito algumas detenções em virtude dos confrontos entre “ultras” dos dois clubes. As autoridades tinham previsto possíveis problemas e classificaram o encontro como de alto risco, mas nem isso evitou um duelo que já tinha sido anunciado nas redes sociais.

Manchester United de Mourinho empata na Bélgica

Em relação ao futebol propriamente, o Besiktas começou melhor, com um golo do internacional holandês Ryan Babel logo no primeiro quarto de hora do encontro, mas permitiu a reviravolta nos instantes finais por Tolisso (83′) e Jeremy Morel (85′), também com uma grande ajuda do guarda-redes Fabri.

https://twitter.com/HVMZXH/status/852637693280497664

Nos outros encontros destes quartos-de-final, nota para o empate a uma bola do Manchester United de José Mourinho na Bélgica, frente ao Anderlecht. Mkhitaryan inaugurou o marcador aos 37′, ao passo que os visitados conseguiram ainda chegar à igualdade a quatro minutos do fim, por Dendoncker.

Por fim, o Ajax ganhou em Amesterdão ao Schalke 04 por 2-0 (bis de Klaassen), enquanto o Celta de Vigo venceu em Espanha o Genk por 3-2 (Sisto, 16′, Aspas, 18′ e Guidetti, 38′; Boetius, 10′ e Buffel, 67′).