O presidente da Académica, Paulo Almeida, demitiu-se hoje do cargo por “razões estritamente do foro pessoal”, anunciou o próprio na sua página no Facebook.

“Acabei de apresentar a minha demissão de Presidente da Direção da Associação Académica – Organismo Autónomo de Futebol ao senhor Presidente da Mesa da AG [Assembleia-Geral], o que fiz por razões estritamente do foro pessoal”, diz.

Paulo Almeida diz que tomou esta decisão, neste momento, “para que outros possam preparar tranquilamente a próxima época”.

“Foi uma honra servir a Académica neste último ano e estarei disponível para ajudar a centenária instituição na medida das minhas possibilidades. Obrigado a todos os sócios e amigos. E viva a Académica!”, diz, na curta nota.

No futebol, a Académica ocupa a quarta posição, com 52 pontos, já distante dos 65 e 70 pontos conquistados respetivamente pelo Desportivo das Aves e Portimonense, que seguem nos lugares de subida à Liga principal.

Paulo Almeida tinha sido eleito a 11 de junho, em lista única, presidente da Académica, então com 567 votos dos 785 sócios que se apresentaram no sufrágio.