“Através da janela, vejo a Terra. É tão bonita! O solo é claramente identificável. Vejo rios e as dobras do terreno. Tudo é tão claro…. A Terra é azul! E não vejo Deus”. Quando Yuri Gagarin, o primeiro Homem a ir ao espaço, olhou cá para baixo, descreveu assim o nosso planeta. Estávamos em abril de 1961. Depois dos Descobrimentos, que nos permitiram saber os lugares que nos rodeavam, a Guerra Fria levou as descobertas para além da nossa atmosfera.

Ainda assim, estamos longe de conhecer todos os recantos da nossa casa. Cinquenta e seis anos depois, já os percorremos todos? As imagens na fotogaleria provam que não.

Dos nossos Açores à distante Nova Zelândia, há paisagens que parecem ser de outro mundo. Pode um deserto africano recordar o agressivo terreno em Marte? Pode um lago russo ter traços de Neptuno? E será que na Maurícia há mesmo paisagens que fazem recordar Vénus? Passe pelas vinte e quatro imagens que recolhemos pelos quatro cantos da Terra e descubra paisagens que, acredite, são mesmo deste mundo.