Sony

Sony aposta nos televisores 4K e numa câmara fotográfica “revolucionária”

340

Esta semana a Sony apresentou a nova gama de produtos, onde se destacam as novas e melhoradas televisões OLED 4K HDR e a câmara fotográfica a9, que a empresa considera "revolucionária".

A conferência de imprensa decorreu esta quarta-feira no Hotel Tivoli, na Avenida da Liberdade em Lisboa

Autor
  • Miguel Videira Rodrigues

“Uma imagem vale mais que mil palavras” e a Sony quer ajudar a que isto seja, de facto, uma verdade. A apresentação dos seus novos produtos decorreu esta semana, em Lisboa, e os grandes destaques foram a nova gama de televisões 4K HDR, com tecnologia OLED e LCD, e a “revolucionária” câmara fotográfica a9, que a empresa apresenta como sendo a “game changer” do mercado atual.

As televisões OLED e LCD 4K HDR

A nova série de televisões apresentada pela Sony aposta fortemente num maior brilho e contraste nas imagens, graças aos ecrã OLED, que oferecem cores mais naturais, aliados ao X1 Extreme, um processador dedicado ao 4K HDR (high dinamic range) que ajuda a produzir cores (e negros) mais realistas.

Apelidadas de “Bravia OLED”, o modelo A1 – a topo de gama, digamos assim – tem oito milhões de pixeis e assegura, segundo a Sony, uma qualidade de imagem superior à da concorrência. Um grande destaque nesta televisão é a ausência de coluna de agudos. O som sai diretamente do ecrã, através de vibrações, graças à tecnologia que a Sony chamou de Acoustic Surface.

Ao lado da televisão de topo, a empresa apresentou um modelo mais “em conta” mas que se mostra capaz de resultados não menos interessantes. O televisões KD65XE93 Full HD incorpora também o processador 4K HDR para conseguir uma melhor imagem.

Os dois modelos vão estar à venda a 5.999 euros e 2199,90 euros, respetivamente.

A “game changer

A nova máquina fotográfica apresentada pela Sony, a a9, foi apresentada como sendo o equipamento que vai revolucionar o mercado profissional. Os resultados são, alegadamente, muito superiores às câmaras DSLR mecânicas atualmente disponíveis no mercado.

Alguns destaques: a a9 está equipada com um visor eletrónico sem bloqueios, um obturador antidistorção, silencioso, sem vibrações e de alta velocidade; aquilo que o utilizador vê no visor eletrónico é, em conjunto com a imagem real, o resultado final da fotografia; o sensor é um CMOS de 24 megapíxeis com 693 pontos de focagem, 20 vezes mais rápido que um mecanismo tradicional e permite tirar fotografias a 20 fps até 241 imagens RAW ou 362 imagens JPEG.

A câmara a9 já está à venda em Portugal, custa 5.300 euros.

Algumas das novidades apresentadas esta semana em Lisboa já tinham sido conhecidas na IFA, a maior feira de eletrónica de consumo da Europa, nomeadamente os novos auscultadores MDR-1000X.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Sustentabilidade

As melhores empresas para o mundo! /premium

Laurinda Alves
110

Uma B Corp é uma empresa lucrativa que tem como modelo de negócio o desenvolvimento social e ambiental. A Empresa B cria benefícios a todas as partes interessadas e não responde apenas aos accionistas

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)