478kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Santos Populares em Alfama vão ter apenas música portuguesa

Este artigo tem mais de 5 anos

"Só será emitida portuguesa adequada a estas festividades", comunicou a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior a propósito das festas dos santos populares. Mas a medida está a gerar polémica.

O mesmo comunicado faz saber os horários de funcionamento do arraial, licenciados pela Câmara Municipal de Lisboa
i

O mesmo comunicado faz saber os horários de funcionamento do arraial, licenciados pela Câmara Municipal de Lisboa

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

O mesmo comunicado faz saber os horários de funcionamento do arraial, licenciados pela Câmara Municipal de Lisboa

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

As festas dos Santos Populares no Bairro de Alfama vão ter apenas um sistema de som para todo o arraial e o presidente da junta local garante que só vai tocar música portuguesa. O comunicado da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Miguel Coelho, esclarece ainda os horários de funcionamento licenciados pela Câmara Municipal de Lisboa.

A decisão, contudo, está a causar algum incómodo e já levou a acusações de ilegalidade, xenofobia e de tentativa de imposição do gosto, como fez recentemente o Bloco de Esquerda, citado pelo jornal lisboeta O Corvo. “Não é competência da junta de freguesia escolher o que as pessoas devem ouvir. Isto é uma atitude inédita e que faz lembrar o que se passava no Estado Novo. Estamos habituados a que, em cada ano, as pessoas e as colectividades escolham as suas músicas, de acordo com as suas preferências. O gosto musical não é uma coisa que seja possível padronizar”, declarou à mesma publicação um dos moradores do bairro e elemento do Bloco, Fábio Salgado.

Em reação às críticas, o presidente da junta, Miguel Coelho (PS), disse apenas que se trata apenas de fazer respeitar a “tradição”. Mais: “Não temos de ter vergonha da nossa cultura. Do que se trata é de uma festa tradicionalmente portuguesa, não de uma emissão radiofónica”, rematou o autarca.

No mesmo comunicado, assinado pelo presidente da Junta esclarece que haverá apenas “um sistema de som único para todo o arraial no Bairro de Alfama”. O comunicado justifica esta decisão “de modo a preservar o mais possível o direito ao descanso dos residentes.” O mesmo comunicado faz saber que a Câmara Municipal de Lisboa licenciou os horários de funcionamento do arraial:

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A Junta informa ainda que “desligará o sistema de som à hora prevista para o encerramento do arraial” e avisa ainda que não são autorizados “sons autónomos por banca ou retiro.” O comunicado termina com os votos de “ter o melhor arraial da cidade de Lisboa, o mais alegre e dinâmico, mas também respeitador dos residentes do Bairro.”

Um pouco por toda a Lisboa já começaram os primeiros arraiais. Fique a conhecer onde pode ir festejar o Santo António.

É hora de arraial: estas são as Festas de Lisboa

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.