A grossista e retalhista polaca Eurocash, liderada pelo português Luís Amaral, está a negociar a compra de uma rival também polaca, a Mila, que tem 188 lojas no país. A informação está em comunicado enviado ao regulador do mercado polaco, citado pela Reuters.

A negociação já entrou numa fase exclusiva, em que a Eurocash está a negociar diretamente com os acionista atuais da Mila — entre os quais estão a Argus Retail Holdings Ltd. Esta fase dura até dia 8 de setembro, altura em que poderá ser assinado um acordo preliminar.

A Eurocash é liderada por Luís Amaral, acionista do Observador, que em conjunto com outros ex-quadros da Jerónimo Martins comprou a Eurocash à retalhista de Soares dos Santos, em 2003. Luís Amaral tem 44% do grupo polaco, que historicamente se concentra mais na distribuição grossista.

Em nota de análise citada pelo Negócios, o banco de investimento Haitong diz que o negócio não irá afetar o “enquadramento concorrencial” no retalho polaco, numa referência à hegemonia da Biedronka (propriedade da Jerónimo Martins), do Lidl e de outra cadeia — a Kaufland — neste setor.