Pedro Passos Coelho

Passos reconhece “algum mérito” do Governo na economia, mas lembra reformas de PSD/CDS

392

O líder social-democrata reconheceu que o Executivo socialista tem "algum mérito" no desempenho positivo da economia portuguesa, mas insistiu que é urgente avançar para uma segunda fase de reformas.

"Não conheço nenhum político que gosta que as coisas corram mal", afirmou Passos Coelho

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Pedro Passos Coelho reconheceu este sábado que o Governo tem “algum mérito” na evolução positiva da economia portuguesa, mas lembrou as reformas feitas pelo Executivo PSD/CDS e a “conjuntura económica extraordinariamente favorável que se vive em toda a Europa”.

Em declarações aos jornalistas, à margem da visita ao Pavilhão de Feiras e Exposições de Penafiel, o líder social-democrata voltou a desafiar os socialistas a olharem “para além da conjuntura económica” e avançarem decididamente para uma “nova fase de reformas da nossa economia”, ambição que “não tem estado presente no discurso dos partidos que apoiam o Governo e do Governo”.

Mesmo lembrando que as instituições internacionais preveem um ritmo “menos intenso de crescimento” ao longo dos próximos anos, Passos Coelho assumiu que a redução do défice e a evolução favorável da economia é um dado positivo. “Não é um elogio ao Governo, a economia tem tido um desempenho positivo e isso é bom. Não conheço nenhum político que gosta que as coisas corram mal”, afirmou o presidente do PSD.

Cenário que se pode alterar, insistiu o social-democrata, se o país continuar sem cumprir as reformas que se exigem e permanecer dependente das “flutuações dos ciclos económicos”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: msantos@observador.pt
Política

O PS é que sabe fazer política!

António Valle
837

Passos quis mudar a mentalidade e a cultura política. António Costa, que personifica a velha mentalidade e a velha cultura política, não deixou. Não quis! E travou a necessária mudança.

Pedro Passos Coelho

Coragem

Alexandre Homem Cristo
849

É razoável supor que os protestos produziram dano efectivo na vida de Passos Coelho: antes havia três universidades interessadas na sua contratação, depois dos protestos só uma realmente avançou.

PSD

Primavera chuvosa (e um até já)

Maria João Avillez
139

Convinha reparar que na cave e subcave onde se fabrica o veneno, a temperatura da indignidade e o grau da brutalidade – do insulto, da falsidade, do ódio – atingem picos que nunca se viram, nem usaram

Rui Rio

PSD: tanta Silva e Penedos no Rio

José Pinto

As sondagens provam que a erosão do PS de Costa não é acompanhada pela subida firme ou sustentada do PSD. Há uma orfandade que pode abrir espaço para o surgimento de uma nova proposta partidária.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)