O presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, diz que “Espanha vai continuar a ser Espanha, e vai continuar a sê-lo durante muito tempo“, afirmando perentoriamente que “o Governo vai impedir que qualquer declaração de independência se concretize”.

Numa entrevista ao jornal espanhol El País, que será revelada na íntegra na edição impressa deste domingo, Mariano Rajoy apela também ao “catalanismo pactista e moderado” para que se afaste de “extremistas, radicais e da CUP [Candidatura de Unidade Popular, partido independentista da Catalunha]”.

As declarações de Rajoy surgem a três dias de o presidente do governo regional Catalão, Carles Puigdemont, se dirigir ao parlamento regional para uma sessão em que Madrid teme que possa ser declarada unilateralmente a independência catalã.

Na última semana, o Tribunal Constitucional de Espanha ordenou a suspensão de uma sessão do parlamento regional catalão agendada para segunda-feira, argumentando que “declarar a independência seria uma quebra da Constituição e uma aniquilação dos direitos dos deputados“. Puigdemont pediu então uma nova audiência no parlamento para o dia seguinte.