Foi quase ensurdecedor o ambiente no estádio do Besiktas (a Vodafone Arena) durante a recepção ao Leipzig na última jornada da Liga dos Campeões — e aqui “ensurdecedor” é mesmo uma categoria na escala que em decibéis classifica o nível de ruído que o ouvido humano pode captar.

Os turcos venceram 2-0 no final (isto depois de terem derrotado o FC Porto no Dragão na primeira jornada) mas o que realmente deu à estampa nos dias seguintes foi a (estranha) lesão auditiva que o avançado Timo Werner sofreu pouco antes da meia hora — e que obrigou o treinador Ralph Hasenhüttl a substitui-lo.

Habitualmente, o ruído dos adeptos turcos na Vodafone Arena aproxima-se dos 130 decibéis. E é precisamente do estádio do Besiktas o valor máximo de ruído alguma vez registado na Liga dos Campeões.

Ora, este valor é superior, por exemplo, ao de um martelo pneumático a perfurar alcatrão, de um concerto de música rock ou superior à descolagem de um avião a jato, sendo idêntico ao do disparo de uma arma de fogo.

Timo Werner não aguentou. E cedo se viu o internacional alemão algo cambaleante e tapando os ouvidos no relvado. Até que, incapacitado, pediu a substituição ao treinador. Antes, utilizou (ainda que em vão) tampões.

https://www.youtube.com/watch?v=QO6UcQ8WNG8

Após o fim do jogo, Ralph Hasenhüttl afirmou que “Timo foi vítima de problemas circulatórios e respiratórios” por causa do ruído no estádio, o que lhe causou tonturas.

“Num primeiro período, os meus jogadores foram sobrecarregados pelo barulho do estádio. É impossível preparares a tua equipa numa atmosfera como esta. O ruído é ensurdecedor”, explicou Hasenhüttl, acrescentando depois: “Para mim, como treinador, é importante ver em quem posso confiar em momentos como estes, quem está preparado para se defender contra o que acontece no campo. Encontrar uma atmosfera como esta foi demais para alguns.”

Prontamente, nos dias que se seguiram ao jogo, Timo Werner consultou um otorrinolaringologista e o próprio avançado afirmou que se estava praticamente recuperado da lesão auditiva.

Mas a verdade é que Werner não foi convocado para os encontros (contra Irlanda do Norte e Azerbaijão) que a seleção alemã realizou no apuramento para o Mundial. E agora, sabe-se, também não foi convocado para o encontro da Bundesliga contra o Borussia Dormund este sábado. O próprio jogo frente ao FC Porto, na terça-feira, pode estar em risco.

É assim o ambiente no “inferno” de Istambul: