A revelação foi feita pela biógrafo de Donald Trump, Tim O’Brien: “Não, não é, Donald. Aquilo não é um original”. Mas o presidente norte-americano “acredita nas suas próprias mentiras, que duram décadas”, diz ele. É que Donald Trump tem um quadro do pintor francês impressionista Pierre-Auguste Renoir mas que não passa de uma cópia.

Tim O’Brien disse numa entrevista à Vanity Fair que alertou Donald Trump há vários anos quando fez uma viagem no jato privado do presidente, onde estava pendurado o quadro: “Sabes uma coisa? Aquilo não é um Renoir original”. Mas o presidente norte-americano contrariou o seu biógrafo.

Donald, não é. Eu nasci em Chicago, aquele quadro de Renoir chama-se “Two Sister on a Terrace” (“Duas irmãs num terraço”, em português) e está no Instituto de Arte de Chicago. Aquilo não é um original”, contou O’Brien.

Two Sisters (On the Terrace), 1881, de Pierre-Auguste Renoir (1841-1919)

A discussão não só continuou como o presidente norte-americano mudou o quadro para a sua casa na Trump Tower, em Nova Iorque. O’Brien — que escreveu “TrumpNation: The Art of Being the Donald” (“A Nação de Trump: a arte de ser Donald”, em português) — não duvida que Donald Trump continua a dizer às pessoas que vão ao apartamento dele que é um original.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ele acredita nas suas próprias mentiras, que duram décadas. Ele vai contar as mesmas histórias uma e outra vez, independentemente de os factos estarem ou não à sua frente”, defendeu o biógrafo do presidente.

A suspeita de O’Brien deixou de o ser quando uma porta-voz do Instituo de Arte de Chicago, Amanda Hicks, disse ao jornal The Chicago Tribune” que o instituto está certo de que tem a versão certa: “A nossa versão é real”. Hicks explicou que o quadro de Renoir foi oferecido ao Instituto em 1933 por Annie Swan Coburn, que o tinha comprado em 1881 por 100 mil dólares (cerca de 84,6 mil euros) a Paul Durand-Ruel, um negociante de arte.