O indicador de clima económico em Portugal, disponível até outubro, e o indicador de atividade económica, disponível até setembro, mantiveram-se estáveis, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com os dados disponíveis, o indicador de clima económico (calculado através de inquéritos a empresas de vários setores de atividade) manteve-se nos 2,1 pontos em outubro, pelo terceiro mês consecutivo. Já o indicador de atividade económica, manteve-se em setembro nos 3,1 pontos pelo quinto mês consecutivo.

O indicador de Formação Bruta de Capital Fixo abrandou em setembro, dando continuidade à desaceleração dos três meses precedentes.

Segundo o INE, em setembro, na perspetiva da produção, verificou-se uma desaceleração do índice de volume de negócios dos serviços e do índice de produção da indústria, enquanto o índice de produção da construção e o índice de volume de negócios da indústria estabilizaram.

O instituto recorda que a taxa de desemprego se fixou em 8,5% no terceiro trimestre de 2017, inferior em 0,3 pontos percentuais à taxa registada no trimestre anterior e “significativamente mais baixa” que a verificada no mesmo trimestre de 2016 (10,5%).

O Índice de Preços no Consumidor (IPC) apresentou uma variação homóloga de 1,4% em outubro (idêntica à verificada em setembro), observando-se uma taxa de variação de 0,6% na componente de bens, e de 2,5% na de serviços, iguais às registadas no mês precedente.