Histórica marca automóvel britânica, que tem no seu desportivo de três rodas Wheeler o produto mais diferenciador, a Morgan prepara-se para entrar numa nova fase da sua existência, marcada – a exemplo de muitos outros construtores – pela propulsão eléctrica. O primeiro produto desta nova era é o Morgan EV3, a surgir já no próximo ano, com uma autonomia anunciada de 193 km.

Tendo por base o já conhecido Wheeler, o Morgan EV3 foi desenvolvido em conjunto com a tecnológica britânica Frazer-Nash Energy Systems, que equipou o modelo com um motor eléctrico, refrigerado a líquido e alimentado por um pack de baterias de iões de lítio de 21 kWh, a anunciar 57 cv de potência.

Apesar da colocação deste novo e pesado sistema propulsor, o EV3 regista um peso abaixo dos 500 kg, valor que representa também uma redução face aos 525 kg do Wheeler com motor de combustão. Ainda que os méritos pelo emagrecimento devam ser também atribuídos à utilização de fibra de carbono no fabrico dos painéis da carroçaria, sendo esta a primeira vez que a Morgan recorre a este material.

Embora o fabricante não tenha divulgado quaisquer dados relativos a prestações ou consumos, aquando da apresentação do concept, a Morgan não deixou de garantir que a versão de produção deveria ser capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em menos de 9 segundos, com a velocidade máxima a surgir aos 145 km/h. Já o mesmo modelo, mas com motor de combustão, anuncia uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 8,8 segundos, além de uma velocidade máxima a rondar os 185 km/h.

No interior, o EV3 apresenta um botão clássico do tipo “magneto” para selecção dos modos de condução (em frente, ponto morto e marcha-atrás), um ecrã digital, além de acabamentos em madeira, latão e alumínio polido. Isto, num conjunto cujo design é inspirado nos carros de corrida com motores de avião dos anos 30, motociclos clássicos e automatons (dispositivos mecânicos construídos para imitar os humanos) dos anos 50.

Quanto a preços, fonte da marca revelou à britânica Autocar que o EV3 apresentará um valor de comercialização “comparável” ao do Wheeler standard. Proposta que, no Reino Unido, custa 31.140 libras, ou seja, pouco mais de 35 mil euros.