As autoridades mexicanas confirmaram este sábado dois feridos ligeiros, danos em 50 casas e perturbações na eletricidade para um milhão de pessoas devido ao sismo com magnitude 7,2 que na sexta-feira abalou o país.

O sismo que ocorreu às 17h39 locais (23h39 em Lisboa) foi seguido por um total de 517 réplicas, a maior das quais com magnitude 5,9, até às 09h30 locais de hoje (15h30 em Lisboa), informou o serviço sismológico nacional.

O comité nacional de emergência indicou que só teve conhecimento de dois feridos, registados na zona de Oaxaca, onde foi localizado o epicentro do sismo.

Ao atualizar a informação sobre o terramoto, o comité indicou que foram mobilizados 5 850 membros do exército e da polícia federal.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As autoridades confirmaram também danos consideráveis em 50 casas em Santiago Jamiltepec, onde a igreja e a sede do poder local também ficaram danificadas.

Jamiltepec e as localidades de Pinotepa Nacional e San José del Progreso foram as que registaram mais estragos.

Na Cidade do México também foram registados alguns danos e 266 pessoas foram atendidas devido à inquietação, informaram as autoridades locais.