“Para quem colocar mais em causa o nome do Benfica, vamos agir criminalmente, seja contra administradores, seja contra jornalistas, seja contra a marca. Acabou a paródia que tem sido instalada neste país à conta do Benfica. Venderam-se muitos jornais, tiveram muitas audiências, mas a partir de segunda-feira o Benfica tem um gabinete de crise montado para responder a estes ataques, venham de onde vierem. É inconcebível o que fizeram à marca do Benfica. Que os benfiquistas se unam à volta do clube e os que fazem o jogo dos nossos adversários tenham vergonha, porque no dia certo também vamos desmascarar alguns deles. O Benfica é de todos nós e, numa altura de crise, todos nós temos de estar juntos no Benfica. Não é o Luís Filipe, não é o Paulo, não é o António nem é o Joaquim, é o Benfica”, atirou Luís Filipe Vieira no final da intervenção no sábado.

Após o triunfo do Benfica com o Desp. Aves, e logo depois da conferência de imprensa de Rui Vitória, o presidente dos encarnados ocupou a cadeira principal da sala de imprensa no estádio da Luz para uma declaração de cerca de cinco minutos, sem direito a perguntas. A expressão tipicamente portuguesa do “Acabou-se a paródia” tornou-se no soundbyte mais citado do discurso do número 1 das águias mas, críticas à ação da Justiça e às supostas fugas de informação à parte, houve dois pontos de relevo e que marcarão as próximas semanas do clube: por um lado, e pela primeira vez de forma pública e aberta, Vieira assumiu que existem pessoas ligadas ao clube (mesmo que apenas na condição de sócios e adeptos) que “fazem o jogo dos adversários” e prometeu desmascarar os mesmos; por outro, anunciou o que denominou de gabinete de crise. Mas o que é isso?

Apesar da forma como o mesmo foi apresentado, a verdade é que passará sobretudo pelo reforço da parte jurídica na Luz para atacar os vários casos, não só dando continuidade ao que tem vindo a ser feito, mas também para acelerar quaisquer queixas-crime que venham a ser colocadas daqui para a frente. João Correia, da Correia, Seara, Caldas, Simões e Associados, será uma espécie de coordenador do gabinete que, tal como tem acontecido nos últimos meses mediante as especializações necessárias, conta também com o apoio de mais dois escritórios: a Vieira de Almeida e Associados e a Abreu Advogados.

O gabinete de crise, a clubite na justiça e uma marca manchada: Benfica dá murro na mesa

De acordo com o jornal Record, o anúncio de Luís Filipe Vieira apanhou de surpresa algumas pessoas ligadas ao Benfica. Já A Bola adianta que um dos principais alvos em mais processos poderá ser Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto. E há dois objetivos claros: tentar apressar as investigações para se perceber quem terá entrado no correio eletrónico dos principais responsáveis do Benfica e agilizar novas queixas que possam surgir, como a que foi anunciada contra Nuno Saraiva, diretor de comunicação do Sporting, a propósito de comentários deixados sobre o Benfica B-Académica.

Como a Sábado notou esta manhã, o blogue Mercado de Benfica, que tem colocado cá fora muita da informação vinda a público sobre os emails e demais matérias relacionadas com os encarnados, postou esta segunda-feira com o título “Duas palavras: Interesse Público” uma correspondência que terá sido enviada por Vera Camacho, procuradora do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa (DIAP), para tentar saber mais sobre o IP do(s) utilizador(es), argumentando que teria sido colocado no mesmo blogue um documento oficial da polícia protegido por lei. Assim, percebe-se que a publicação teve também acesso à investigação do Ministério Público sobre quem e como conseguiu aceder às caixas de correspondências das águias.

Benfica nega ter recebido informações e fala de violação de segredo de justiça de fontes judiciais

Resta saber como reagirá agora o Benfica, até porque, depois do primeiro anúncio a 7 de março de novas informações em breve (“Toupeiras e corrupção, mais uma etapa percorrida, mas o melhor ainda está para vir! Grande parte dos meios de comunicação social teimaram em ignorar os arquivos de emails aqui disponibilizados, mas afinal havia alguém bem atento: um bem haja à Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária! E não se esqueçam, dia 18, às 18 horas novos emails! Gigas e gigas…”), o blogue Mercado de Benfica voltou a reforçar que irá disponibilizar mais “convites, bilhetes e muita ‘paródia’”.