A operação a que o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, foi submetido esta quarta-feira no Hospital Vasco Pulido Valente “decorreu com sucesso”, divulgou o seu gabinete.

“O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, foi esta tarde submetido a uma intervenção cirúrgica a um pulmão, a cargo do dr. Francisco Félix, diretor do Serviço de Cirurgia Torácica do Hospital Pulido Valente – Centro Hospitalar de Lisboa Norte, operação que decorreu com sucesso, conforme previsto”, lê-se numa nota oficial.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, está a deslocar-se para o hospital, onde Ferro Rodrigues se encontra em convalescença, acrescentou fonte oficial do gabinete do presidente do parlamento.

O boletim clínico de Ferro Rodrigues, que é a segunda figura na hierarquia do Estado, será atualizado diariamente às 13h00, sendo disponibilizado no sítio da internet da Assembleia da República. O diretor do Serviço de Cirurgia Torácica do Hospital Pulido Valente prestará esta quarta-feira, pelas 19h00, declarações à comunicação social.

Operação “foi programada e correu muito bem”, diz médico

A cirurgia a um pulmão a que foi Ferro Rodrigues “foi programada e correu muito bem”, garantiu o médico Francisco Félix, não revelando o diagnóstico, a terapêutica ou o prognóstico.

Efetivamente o doutor Ferro Rodrigues foi por mim operado hoje de tarde. Foi operado a um pulmão. Foi uma cirurgia programada que decorreu da forma prevista, sem complicações, e poderia acentuar que correu muito bem”, disse aos jornalistas Francisco Félix, diretor do Serviço de Cirurgia Torácica do Hospital Pulido Valente – Centro Hospitalar de Lisboa Norte.

De acordo com o médico, Ferro Rodrigues, “entretanto, já acordou, já recebeu visitas, nomeadamente do Presidente da República e do ministro da Saúde”, tendo conversado com eles “de forma animada e com até bastante humor”, o que na opinião do cirurgião “deixa transparecer que está muito confortável e muito otimista”.

“Vai-me perdoar, mas eu não vou focar nenhum aspeto de ordem clínica, que diga respeito sequer ao diagnóstico, à terapêutica ou ao prognóstico. Não vou revelar qual foi o objetivo da cirurgia, isso é da esfera do sigilo”, respondeu quando questionado sobre se teria sido retirado um nódulo do pulmão.

A hipótese de uma intervenção ao outro pulmão – conforme referido no comunicado de terça-feira do gabinete do presidente da Assembleia da República – “não está descartada e foi conversada com o paciente”. “Vai ser objeto de análise depois de termos os resultados desta intervenção e avaliarmos a evolução da cirurgia a que agora foi submetido”, explicou, acrescentando não ter “uma previsão da alta”.

Francisco Félix respondeu ainda aos jornalistas que “Ferro Rodrigues não é fumador há muito anos”, sublinhando que está “muito animado, muito bem-disposto”. “Ele não está autorizado a conceder-vos uma entrevista porque eu o proíbo por razões clínicas, porque ele está perfeitamente bem”, acrescentou.

De acordo com o comunicado de terça-feira do gabinete de Ferro Rodrigues, “atento o impedimento temporário, e de acordo com o previsto no Regimento da Assembleia da República, o presidente Eduardo Ferro Rodrigues será substituído, até ao dia 29 deste mês, pelo vice-presidente eleito pelo grupo parlamentar a que pertence, neste caso o deputado Jorge Lacão”.

“Em caso de necessidade, a substituição do presidente da Assembleia da República poderá ser prorrogada”, informava a mesma nota.