Rádio Observador

Sporting

Bruno de Carvalho suspende todos os jogadores contestatários, a quem chama “meninos amuados”

3.053

Bruno de Carvalho suspendeu todos os jogadores que subscreveram mensagem a criticá-lo, a quem chamou "meninos amuados". Ainda assim, e já depois do post, alguns atletas partilharam o referido texto.

INÁCIO ROSA/LUSA

Depois da derrota em Madrid, o Sporting está a viver 24 horas que abriram uma grave crise no clube, adensada pela última publicação de Bruno de Carvalho em resposta ao comunicado subscrito por vários jogadores do plantel principal: o presidente leonino decidiu suspender todos os atletas que partilharam a comunicação a menos de 48 horas do jogo com o P. Ferreira.

“Meninos amuados, então vamos resolver… No Sporting não se vive na República das Bananas. Todos os atletas que escreveram o que em baixo descrevo estão imediatamente suspensos, tendo de enfrentar a disciplina do clube”, começa por referir Bruno de Carvalho, numa publicação que ainda permanece no perfil privado (apenas aberto para quem seja amigo do presidente leonino no Facebook) e que terá estado também durante pouco tempo na página pública antes de ser “fechado”.

“Já estou farto de atitudes de miúdos mimados que não respeitam nada nem ninguém, como por exemplo os adeptos relativos aos quais já ouvi comentários do mais baixo possível. Estas crianças mimadas julgam que vão longe, mas desta vez a minha paciência esgotou-se para quem acha que está acima do clube e de qualquer crítica. Começam com ‘Somos Sporting’ e que não existe um ‘Eu’ mas um ‘Nós’, sendo que isso não passa de uma mera fantasia pois na realidade não o são. São profissionais rotativos e o que lhes interessa não é o ‘Eu’ ou o ‘Nós’. Só lhes interessa o ‘Eles'”, refere, antes de publicar o texto dos atletas.

De referir que, depois da publicação de Bruno de Carvalho, alguns jogadores que ainda não tinham partilhado o texto fizeram questão de colocá-lo nas suas páginas das redes sociais, como aconteceu com Doumbia, Fábio Coentrão, Ristovski, Rafael Leão e Wendel. Antes, Rui Patrício, William Carvalho, Coates, Piccini, Gelson Martins, Battaglia, Fredy Montero, Acuña, Bruno Fernandes, Daniel Podence, Bruno César, João Palhinha, Rúben Ribeiro e Bryan Ruíz. É provável que os jogadores que ainda não estejam nesta lista venham também a subscrever o comunicado por uma questão de solidariedade, fazendo com que todo o plantel principal fique suspenso.

Assim, a manhã deste sábado vai trazer novidades e a vários níveis: por um lado, será nessa altura que se saberá se os jogadores do plantel principal poderão ou não treinar e, em paralelo, ser convocados para a receção ao P. Ferreira; por outro, e como a equipa B joga às 16 horas em Oliveira de Azeméis com a Oliveirense, a lista de convocados dará também pistas para o que pode acontecer no dia seguinte com o conjunto principal, sobretudo se a lista integrar mais juniores do que é normal. Fonte oficial do clube confirmou a suspensão de 19 jogadores, o que pressupõe a utilização de elementos da equipa B.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)