Ministro das Finanças

Centeno considera “adequado” antecipar data de legislativas

111

Ministro das Finanças considera que seria bom alinhar data das eleições europeias com as legislativas, antecipando o escrutínio nacional. Medida seria boa, diz, por uma questão de "estabilidade".

TIAGO PETINGA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O ministro das Finanças português admitiu este domingo que seria “adequado” alinhar as eleições legislativas com a votação para o Parlamento Europeu, o que anteciparia o escrutínio nacional em alguns meses.

A declaração foi feita em resposta a uma pergunta do público que assistiu à conferência de encerramento da primeira edição das Conferências Ulisses 2018, comissariadas pelo historiador e ex-eurodeputado Rui Tavares, que hoje decorreram no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

A pergunta feita a Mário Centeno foi: “Defende que as eleições legislativas de 2019 devem ser antecipadas para antes do verão?”, recordando que o PS defendeu, no passado, um alinhamento com o calendário europeu.

“A transição que o país passou de 2015 para 2016 foi difícil e colocou desafios grandes ao Governo na altura e, portanto, é uma decisão política, que compete aos partidos políticos e ao senhor Presidente da República”, começou por dizer Mário Centeno.

O ministro acrescentou, logo a seguir: “Diria que é adequado, do ponto de vista da estabilidade que temos procurado incutir à gestão das finanças públicas, que houvesse esse alinhamento [com as eleições europeias, agendadas para maio].”

Insistindo na “estabilidade orçamental” e na “previsibilidade”, já antes, durante a conferência, Mário Centeno, também presidente do Eurogrupo, tinha destacado que “o desalinhamento entre ciclos políticos é uma das maiores barreiras à tomada de decisões europeia”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Serviço Nacional de Saúde

As escolhas

Fernando Leal da Costa

O que não podemos aceitar é que o ministro das finanças continue a mentir quando afirma que há mais investimento em saúde e os acréscimos das verbas no SNS nem chegam para pagar as dívidas acumuladas.

Finanças Públicas

Abriu a caça a Centeno

Helena Garrido
1.348

O ministro das Finanças está transformado num alvo. Centeno é vítima do sucesso que lhe foi permitido pela esquerda mas que, sem o faz de conta, é insuportável para a esquerda.

Eleições

O pior para o PS é vencer em 2019 /premium

André Abrantes Amaral

Depois de tanta fantasia e boas notícias, o pior que pode suceder ao PS em 2019 é vencer as eleições, contas de Centeno deixarem de bater certo e ser forçado a governar sem o apoio da direita.

Aníbal Cavaco Silva

Indispensável /premium

Maria João Avillez

Fica-se a conhecer a singularíssima relação que houve entre dois políticos, não quaisqueres, Cavaco e Passos, e a aliança que teceram e não romperam. A visão é ampla e polifónica, goste-se ou não dela

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)