Deputados

Deputados das ilhas recebem reembolso por viagens que não pagam

10.953

Alguns deputados, residentes nos Açores e Madeira, acumulam compensação do Parlamento com reembolso dos bilhetes das viagens, conta o Expresso. Um deles é Carlos César. Deputados dizem que é legal.

MÁRIO CRUZ/LUSA

Há vários deputados eleitos pelos Açores e Madeira que estão a receber uma dupla ajuda para pagar as viagens ao continente. O Expresso conta este sábado que pelo menos sete deputados do PS, PSD e Bloco de Esquerda, recebem compensação do Parlamento por deslocações semanais, que acumulam com o reembolso parcial do custo da viagem a que têm direito enquanto residentes nas ilhas.

As ajudas de custos para deslocações dadas pelo Parlamento para estes deputados ascendem a 500 euros por semana, valor que em regra é suficiente para suportar os custos das viagens entre as ilhas e o continente. Essa compensação é devida mesmo que os deputados não viagem e é paga sem exigência de comprovativos, a não ser que os beneficiários faltem a trabalhos parlamentares.

No entanto, os beneficiários desta compensação também reclamam o reembolso do custo do bilhete a quem têm direito por residirem nas ilhas. Sete deputados confirmaram ao Expresso terem recebido esta dupla ajuda que, garantem, é legal. São os casos de Carlos César, presidente do PS, Lara Martinho, João Azevedo Castro, Luís Vilhena e Carlos Pereira — todos socialistas, Paulo Neves — do PSD — e José Paulino de Ascensão — do Bloco de Esquerda.

Os deputados do PSD, Berta Cabral, Sara Madruga, Carlos Costa Neves e António Ventura não responderam. Apenas a social-democrata, Rubina Berardo, que é vice-presidente da bancada, disse ao Expresso que não pedia o reembolso do custo da viagem por “opção pessoal”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: [email protected]
História

In memoriam de Franco Nogueira /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

“Um homem livre, recto e determinado que lutou, com paixão, pelas suas convicções e pelas suas ideias, (…) para recuperar o espírito que fez a grandeza de Portugal”.

Justiça

Extinguir o Tribunal Central de Instrução Criminal

João Miguel Barros

Escrever que a extinção do TCIC dá um sinal errado à opinião pública porque este foi o “tribunal que mandou prender Sócrates” é não compreender a essência do que é um Tribunal de Instrução Criminal.

Lisboa

Portagens e transporte público

Luís Campos e Cunha

Tal como em outras cidades, deveria existir uma portagem a todos os carros que entram em Lisboa. Se vêm de Sintra ou da Amadora, não importa, são viaturas que utilizam os equipamentos da cidade.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)