Rádio Observador

Rihanna

Rihanna vai lançar uma coleção de lingerie e não se esqueceu dos tamanhos grandes

Savage x Fenty, a primeira coleção de lingerie de Rihanna é posta à venda no dia 11 de maio e tudo indica que vai incluir tamanhos grandes. Veja as imagens que já chegaram ao Instagram

Rihanna é a protagonista de algumas das fotografias da campanha, mas há outras modelos a dar corpo às peças de Savage x Fenty.

O lançamento da coleção Savage x Fenty é só a 11 de maio, mas as primeiras imagens já chegaram ao Instagram. Depois de uma linha de maquilhagem em setembro do ano passado, a Fenty Beauty, e de duas coleções anuais para a Puma, desde 2016, Rihanna volta a mostrar que a sua praia não é só a música.

Prestes a chegar ao mercado, a primeira linha de lingerie de Rihanna não vai deixar de lado os tamanhos grandes. Como é que se sabe? Primeiro, pelas fotografias e vídeos que têm estado a ser partilhados, quer na conta de Instagram da artista, quer na da marca. Segundo, pelo formulário que já está disponível na homepage do site. Além de uma contagem decrescente para o lançamento e de um campo já pré-preenchido com o país de origem (Portugal, neste caso), é pedido às visitantes que introduzam as medidas da sua roupa interior. As de soutien vão do 32A ao 44F, as de cuecas vão do XS ao XXXXL, sendo que “Outros” é uma opção em ambas as categorias.

À semelhança do que fez com a maquilhagem, ao lançar 40 tons de base diferentes, Rihanna volta a promover a diversidade de corpos. E não é por isso que o lado mais sensual da roupa interior vai ficar de fora. Nas imagens já reveladas avistam-se rendas e até um body cor-de-rosa recortado, este último usado pela própria cantora. No Instagram, também já foi confirmado que, no dia 11 de maio, a coleção estará disponível exclusivamente online e para todo o mundo.

X stands for ALL | MAY.11.2018 | SAVAGEX.com | cc: @audreylittie

A post shared by SAVAGE X FENTY (@savagexfenty) on

Rihanna já deu provas de ter dedo para o design, mas também para o negócio. Em janeiro deste ano, a Harper‘s Bazaar fez notícia com a chegada iminente da linha Fenty Beauty, que nunca chegou a Portugal, ao lugar de marca de beleza de uma celebridade mais vendida no mundo, passando assim à frente das recordistas Kylie Jenner e Kim Kardshian West.

Aos 30 anos, Rihanna conta com oito álbuns editados, o último lançado em 2016. No final do ano passado, surgiu em sétimo lugar na lista das cantoras mais ricas do mundo, segundo a Forbes, com 30,5 milhões de euros arrecadados entre junho de 2016 e junho de 2017.

Get ready! It drops in #13days! SAVAGEX.com | cc: @badgalriri

A post shared by SAVAGE X FENTY (@savagexfenty) on

Expect the un-Xpected ???? #SAVAGEXFENTY | cc: @palefoxsahara

A post shared by SAVAGE X FENTY (@savagexfenty) on

DAMN girl. Get ready to shop the #DAMN collection in 10 dayz! | #savagexfenty

A post shared by SAVAGE X FENTY (@savagexfenty) on

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mgoncalves@observador.pt
Trabalho

Ficção coletiva, diz Nadim /premium

Laurinda Alves

Começar reuniões a horas e aprender a dizer mais coisas em menos minutos é uma estratégia que permite inverter a tendência atual para ficarmos mais tempo do que é preciso no local de trabalho.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)