Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Uma falha técnica num avião XA42 de matrícula alemã, que realizava um batismo de voo no âmbito da Portugal Air Summit, uma cimeira de aeronáutica, levou a uma aterragem de emergência em Ponte de Sor, no distrinto de Portalegre. Ao contrário do inicialmente noticiado, o incidente não provocou nenhum ferido, confirmou ao Observador a promotora responsável pela organização do evento, a “The Race”, em parceria com a câmara municipal.

Nuno Molarinho, da “The Race”, explicou ao Observador que o batismo de voo — uma das muitas iniciativas levadas a cabo durante a Air Summit, que começou na quinta-feira — estava a ser feito junto à Barragem de Montargil (não muito longe do aérodromo de Ponte de Sor, onde decorre o evento) quando uma falha no motor obrigou a uma aterragem de emergência. Esta aconteceu num campo lavrado que, devido à más condições do terreno, fez com que a aeronave se virasse.

Foram imediatemente ativados os meios de emergência mas os dois tripulantes não sofreram qualquer ferimento, saindo do avião pelo próprio pé. A aeronave estava a ser conduzida pelo piloto norte-americano Scott Farnsworth.

Promovido pela Câmara Municipal de Ponte de Sor em parceria com a “The Race”, a Portugal Air Summit reune mais de 50 oradores e cerca de 100 expositores. Além de criar uma discussão em torno do futuro do setor — que, segundo os promotores, representa 1,4% do Produto Interno Bruto (PIB) — a cimeira pretende debater a “importância” da aeronáutica para o turismo e para o desenvolvimento do tecido empresarial nacional.

Durante o evento, que arrancou na quinta-feira e que termina este domingo, a organização disse esperar receber cerca de 40 mil visitantes.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR