763kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Amazon quer Alexa em hotéis

Este artigo tem mais de 5 anos

Pedir à Alexa, através de colunas inteligente, serviço de quartos, late check-out ou quecontrolar as luzes do quarto de hotel é a nova aposta da Amazon.

A Amazon Alexa está disponível em colunas inteligentes desde 2014
i

A Amazon Alexa está disponível em colunas inteligentes desde 2014

A Amazon Alexa está disponível em colunas inteligentes desde 2014

Chamar a Alexa, a assistente digital da Amazon que fala com o utilizador, num quarto de hotel pode passar a ser um cenário mais comum. Pelo menos é o que a gigante americana quer. Chama-se “Alexa for Hospitality” [Alexa para hospitalidade] e é uma iniciativa que quer colocar os hóspedes de hotéis a fazer coisas como pedir serviço de quartos, controlar a luz e a temperatura e até fazer o check-out através das colunas inteligentes da Amazon.

[O vídeo em que a Amazon demonstra as características da Alexa para hotéis]

Inicialmente, este novo serviço vai estar disponível em parceria com a cadeia de hotéis Marriot (que também está a testar equipamentos com a assistente digital da Apple, a Siri) e, a partir desta terça-feira, a Amazon abriu a possibilidade a mais parcerias com estabelecimentos hoteleiros interessados.

Segundo a Amazon, os hóspedes que tenham um dispositivo que funcione com a assistente digital, poderão conectar a conta pessoal, quando hospedados nestes estabelecimentos, para poderem continuar a falar com a Alexa, como fazem em casa.

Além de adicionar a tecnologia de inteligência artificial a uma estadia num hotel, a Amazon vai permitir aos estabelecimentos utilizarem as colunas inteligentes, como o Echo, o Echo Plus e o Dot, para chamadas entre quartos e como pontos de comunicação como a receção.

O que são colunas inteligentes?

A colunas inteligentes da Amazon conetam-se à Internet e permitem falar com a assistente digital da empresa, a Alexa, que vai aprendendo a voz do utilizador e melhorando a resposta aos vários pedidos que podem ser feitos. Fala inglês (britânico e americano) e alemão. Funciona em Portugal com algumas limitações (não dá para comprar produtos da Amazon falando com a coluna, por exemplo).

Testámos a Alexa e a Ok Google. Não nos apaixonámos, mas estivemos perto

O mercado destas colunas está a crescer exponencialmente nos países onde está disponível. A Amazon é a líder deste novo segmento colunas, com os modelos Echo, seguida pela Google, com os Home. A Apple já lançou também a sua coluna inteligente, com a sua assistente digital, a Siri.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Vote no jornalismo independente.

Assine o Observador com 45% de desconto.

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver oferta

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.