Timor-Leste

Presidente timorense na Indonésia na sua primeira visita de Estado ao exterior

Presidente de Timor-Leste visita entre quarta e sexta-feira a Indonésia, na primeira deslocação ao estrangeiro desde que tomou posse, para "fortalecer as relações entre os dois países".

ANTONIO DASIPARU/EPA

O Presidente de Timor-Leste visita entre quarta e sexta-feira a Indonésia, na primeira deslocação ao estrangeiro desde que tomou posse, para “fortalecer as relações entre os dois países”, anunciou hoje a Presidência. Na quinta-feira, Francisco Guterres Lu-Olo deverá reunir-se com o chefe de Estado indonésio, Joko Widodo, no palácio presidencial de Bogor. Antes, o Presidente timorense desloca-se ao cemitério dos heróis de Kalibata, em Jacarta.

O programa da visita de Estado de Lu-Olo à Indonésia, que ocupou Timor-Leste entre 1975 e 2002, inclui um encontro entre as delegações dos dois países para debater “assuntos de relevância para o reforço das relações bilaterais” e assinatura de um acordo sobre dupla tributação, de acordo com a nota da Presidência timorense enviada à Lusa. Na sexta-feira, Lu-Olo visita a Assembleia Consultiva Popular, o parlamento indonésio, sendo recebido pelo presidente Bambang Soesatyo.

A comitiva do chefe de Estado timorense inclui, entre outros, a mulher, Cidália Guterres, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Dionísio Babo, do chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, o major-general Lere Anan Timur, e uma dezena de empresários.

Cidália Guterres tem prevista uma visita a uma instituição de promoção do planeamento familiar, na qual será acolhida pela mulher do governador de Jacarta Anies Baswesdan, e a um jardim-de-infância de Jacarta, na companhia do ministro da Educação indonésio, Muhadjir Effendy, e mulher.

O porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros indonésio, Arrmanatha Nasir, destacou a força da relação bilateral com Timor-Leste, sublinhando a proximidade geográfica, histórica e ao nível da “cooperação económica e do contacto entre os povos”, de acordo com a agência oficial indonésia Antara.

Para a Indonésia, esta visita é uma oportunidade de discutir “temas importantes” e um potencial espaço para reforço da cooperação em áreas como infraestruturas, energia, finanças, banca, farmacêutica e turismo, indicou. Nove empresas estatais indonésias e centenas de empresas privadas operam atualmente em Timor-Leste, com um investimento de cerca de 600 milhões de dólares (512 milhões de euros) em 18 projetos, acrescentou a Antara.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
União Europeia

Mercados abertos num mundo em convulsão

Cecilia Malmström

Se alguma coisa aprendemos com a última década é que o comércio livre já não é um dado adquirido, pelo que temos de desenvolver mais esforços para manter os mercados abertos para as nossas empresas.

Crónica

Amorfo da mãe /premium

José Diogo Quintela

O Governo deve também permitir que, no dia seguinte ao trauma que é abandonar a criança no cárcere escolar, o progenitor vá trabalhar acompanhado pelo seu próprio progenitor. Caso precise de colinho.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)