União Europeia

Taxa de jovens ‘nem-nem’ recua na União Europeia para mínimos de há dez anos

A percentagem de jovens que não trabalham nem estudam recuou, no primeiro trimestre, para o valor de há dez anos na União Europeia, com a zona euro e Portugal a acompanharem a tendência.

FERNANDO BIZERRA JR/EPA

A percentagem de jovens que não trabalham nem estudam recuou, no primeiro trimestre, para o valor de há dez anos na União Europeia (UE), com a zona euro e Portugal a acompanharem a tendência, estima esta quinta-feira o Eurostat.

De acordo com uma estimativa do gabinete de estatísticas da UE, nos primeiros três meses de 2018, a taxa de jovens entre os 15 e os 24 anos que não trabalham nem estudam (‘nem-nem’) recuou para os 10,6% nos 28 Estados-membros, quer em termos homólogos (10,9% no primeiro trimestre de 2017), quer face aos 10,8% registados entre outubro e dezembro últimos.

Esta percentagem é igual ao valor mínimo registado no primeiro trimestre de 2008, quando atingiu o valor mínimo.

Na zona euro, estimam-se em 10,8% os jovens ‘nem-nem’, um recuo homólogo (11,0%) e também na variação trimestral (10,9%).

Portugal acompanhou, na variação homóloga, a tendência em baixa (9,2% entre janeiro e março de 2017), mas a percentagem de jovens ‘nem-nem’ manteve-se estável nos 8,8% na variação trimestral.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: [email protected]
União Europeia

A crítica da razão europeia (II) /premium

António Covas

A “dinâmica convencional” da Federação Europeia de Estados-Nação será ascendente e descendente, de acordo com o princípio de subsidiariedade, assim se distinguindo de uns Estados Unidos da Europa.

Hungria

Nevermore: a União Europeia vive /premium

Paulo de Almeida Sande

A União Europeia deu um forte sinal político através de duas das suas instituições mais importantes contra a ideia de que o continente pode voltar a conhecer governos não democráticos, iliberais.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)