Pelo menos 10 civis morreram num ataque aéreo russo a uma escola onde estavam abrigados, no sudoeste da Síria, disse esta terça-feira uma fonte da equipa de socorro Defesa Civil Síria.

Khaled Solh indicou que a escola na localidade de Ain al-Tina estava a ser usada como abrigo por famílias deslocadas devido à guerra.

A Rússia apoia o presidente da Síria, Bashar al-Assad, e ajuda atualmente as forças sírias na reconquista de territórios rebeldes no sudoeste do país.

Um fotógrafo no local, Moaz al-Assaad, disse que contou pelo menos 20 feridos, incluindo crianças. O Comité Internacional de Resgate indicou que o avanço do governo deixou bloqueados dezenas de milhares de deslocados sírios ao longo da zona dos montes Golã ocupados por Israel na guerra de 1967 e depois anexados.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O regime abriu no domingo uma nova frente na província de Quneitra, junto à linha de demarcação nos montes Golã, após ter recuperado quase completamente o controlo da vizinha província de Deraa.

Desencadeada em 2011, a guerra na Síria complexificou-se ao longo dos anos com o envolvimento de países estrangeiros e de grupos ‘jihadistas’, num território cada vez mais fragmentado, e já causou mais de 350.000 mortos e milhões de deslocados e refugiados.